Sem Diego Costa, São Paulo avalia riscos de mandar Bruno Alves a Salvador

O São Paulo analisará os riscos de mandar Bruno Alves a Salvador nesta semana, para o jogo de sábado, contra o Bahia, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro, caso o resultado de um exame para diagnosticar Covid-19 realizado pelo atleta retorne com negativo.

O debate se dará por causa da suspensão do zagueiro Diego Costa, que assumiu a vaga do titular contra o Ceará, na última quarta. Bruno Alves foi cortado da delegação por ter tido contato com um familiar infectado – um primeiro exame no jogador, realizado no início da semana, deu negativo.

A necessidade, porém, pode fazer com o São Paulo afrouxe uma regra preventiva que evitaria o deslocamento do zagueiro à Bahia.

Como o time ficou em Fortaleza após o jogo e de lá viaja direto a Salvador, estava definido que Bruno Alves, caso esteja sem a doença, permaneceria em São Paulo para evitar deslocamentos por aeroportos e em voos comerciais – o clube tem utilizado voos fretados para minimizar os riscos

Foi por isso que, por exemplo, Brenner e Hernanes viajaram a Fortaleza mesmo suspensos, para que não precisassem utilizar voos que não sejam os fretados.

Sem Diego Costa, o clube pode rever essa decisão.

Na delegação, além de Diego Costa, há outros dois zagueiros: Arboleda, que perdeu prestígio com Fernando Diniz por atuações irregulares, e com a diretoria, por indisciplina, e o jovem Rodrigo, que tem apenas dois jogos pelo time profissional.

Além deles, Diniz poderia utilizar Luan ou Tchê Tchê improvisados para formar a dupla com Léo, que fará o terceiro jogo seguido como titular após perder a vaga justamente para Bruno Alves – e retomá-la de Diego Costa.

A definição sobre Bruno Alves será do departamento médico – e depende, primeiro, de o resultado do exame ser negativo.

– A gente só está tendo sucesso nos casos de Covid por conta do excelente trabalho que está sendo desenvolvido pelo nosso departamento médico, de maneira especial o Doutor (Carlos) Sanchez, que é quem está pilotando isso. A gente vai ver com o doutor para ver o que ele acha melhor, para ver se vale a pena trazer o Bruno ou não nessas condições. Esperar sair o exame, se precisa de uma janela maior para não colocar ninguém em risco. Mas amanhã ou depois de amanhã a gente vai saber disso – afirmou Diniz após o jogo contra o Ceará.

Até agora, no Brasileiro, o São Paulo só teve o desfalque de Tchê Tchê em algum momento por causa de uma infecção por Covid-19.

O time é o terceiro colocado no Brasileiro, com 38 pontos.

 

Fonte: Globo Esporte

2 comentários em “Sem Diego Costa, São Paulo avalia riscos de mandar Bruno Alves a Salvador

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.