Seleções de base têm servido de vitrine para jovens do São Paulo

Embora Muricy Ramalho reclame com frequência dos desfalques provocados pelas categorias de base da Seleção Brasileira, as convocações têm rendido bons frutos. No Torneio de Toulon, disputado no mês de maio na França, Auro, Rodrigo Caio, Lucas Evangelista e Ademilson participaram da campanha do título e passaram a ter o nome ventilado em clubes do exterior.

Auro, antes da saída de Douglas, era visto como alvo do Barcelona (ESP). Rodrigo Caio foi comparado a Dunga e Kaká e recebeu propostas de Monaco (FRA) e Arsenal (ING). Evangelista foi vendido para a Udinese, enquanto Ademilson agora aparece no centro de especulações.

O atacante terá nova chance de chamar a atenção dos europeus nos amistosos da Seleção Brasileira sub-21 contra Catar, Palestina e Líbano. O jovem se reapresenta no São Paulo apenas no dia 10.

O zagueiro Lucão, capitão nas categorias de base do Brasil nos últimos anos, conseguiu se valorizar no Tricolor graças ao histórico na Seleção. Há duas semanas, conquistou o Torneio de Cotif ao lado de Auro e do meia Boschilia.

Fonte: Lance

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.