São Paulo termina 2020 com melhor média de gols por jogo desde 2006

O São Paulo iniciou o ano de 2020 com um objetivo claro: melhorar o desempenho ofensivo. Em 2019, o Tricolor paulista teve seu pior ataque da história e viu a falta de gols pesar nos momentos decisivos da temporada. Um ano depois, o clube do Morumbi parece ter atingido sua meta.

Em 2020, o São Paulo teve sua melhor média de gols marcados na década. Ao todo, foram 98 tentos em 54 partidas, média de 1,81 por jogo. Para efeito de comparação, foram 59 bolas na rede em 62 duelos em 2019, média de 0,95.

A média de gols no último ano foi a melhor do clube desde 2006. Na ocasião, a equipe comandada por Muricy Ramalho marcou incríveis 138 gols em 73 confrontos, média de 1,89.

A melhora ofensiva do São Paulo pode ser explicada pelo tempo dado para Fernando Diniz. Contratado em setembro de 2019, o treinador não conseguiu deixar a equipe adaptada ao seu estilo de posse de bola e mentalidade ofensiva no curto prazo e balançou no cargo em alguns momentos. Com a permanência do técnico, no entanto, o elenco tricolor passou a ser efetivo nos momentos com bola e começou a desperdiçar cada vez menos chances na frente do gol.

Outro fator que contribuiu para o bom desempenho do ataque foi a ascensão de Brenner e Luciano. O primeiro estava emprestado para o Fluminense em 2019 e era pouco utilizado, enquanto o segundo só foi contratado em agosto de 2020, em uma troca com o Grêmio por Everton. Os dois assumiram a titularidade e se tornaram os artilheiros do São Paulo no ano, com 22 e 15 gols, respectivamente.

Já na temporada anterior, o artilheiro do Tricolor foi Pablo, com apenas sete gols marcados. Apesar de ter perdido espaço com as entradas de Brenner e Luciano, o camisa 9 também melhorou seus números em 2020 e balançou as redes 11 vezes.

Por outro lado, o desempenho defensivo do clube piorou. Nos dois anos anteriores, a principal característica do São Paulo era a solidez defensiva, o que levou o time a ter médias de 0,85 e 0,81 gol sofrido por partida em 2019 e 2018, respectivamente. Já em 2020, o número subiu para 1,11. Ao todo, foram 60 gols concedidos.

Apesar do aumento, o time de Diniz possui a melhor defesa do Campeonato Brasileiro, com apenas 22 gols sofridos em 27 partidas. O saldo de gols do Tricolor também progrediu em 2020 e foi o melhor desde 2014. Foram 38 tentos de diferença entre os gols marcados e concedidos.

Confira os números de gols marcados e sofridos pelo São Paulo desde 2006:

2020: 98 gols marcados e 60 gols sofridos em 54 partidas;

2019: 59 gols marcados e 53 gols sofridos em 62 partidas;

2018: 74 gols marcados e 52 gols sofridos em 64 partidas;

2017: 114 gols marcados e 104 gols sofridos em 82 partidas;

2016: 99 gols marcados e 95 gols sofridos em 89 partidas;

2015: 109 gols marcados e 75 gols sofridos em 71 partidas;

2014: 112 gols marcados e 71 gols sofridos em 69 partidas;

2013: 109 gols marcados e 98 gols sofridos em 83 partidas;

2012: 139 gols marcados e 72 gols sofridos em 78 partidas;

2011: 112 gols marcados e 75 gols sofridos em 70 partidas;

2010: 112 gols marcados e 83 gols sofridos em 71 partidas;

2009: 67 gols marcados e 102 gols sofridos em 73 partidas;

2008: 109 gols marcados e 68 gols sofridos em 71 partidas;

2007: 133 gols marcados e 54 gols sofridos em 79 partidas;

2006: 138 gols marcados e 70 gols sofridos em 73 partidas.

 

Fonte:  Gazeta Esportiva

Um comentário em “São Paulo termina 2020 com melhor média de gols por jogo desde 2006

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.