Pássaro defende Diniz, mas não descarta mudanças

O São Paulo tenta juntar os cacos depois de um vexame ao ser eliminado pelo Mirassol nas quartas de final do Campeonato Paulista. Nesta sexta-feira, os dirigentes do Tricolor finalmente se manifestaram. O gerente-executivo de futebol, Alexandre Pássaro, reconheceu a gravidade do revés de quarta-feira e usou palavras duras.

O diretor classificou a derrota como inaceitável para o São Paulo. “Uma decepção gigantesca, um resultado que não esperávamos nem nos piores pesadelos, com todo respeito ao adversário. O São Paulo não pode perder para o Mirassol, pelas condições de nível de elenco do adversário. Foi um verdadeiro fiasco, o que nos causa uma revolta gigantesca. Cabe agora trabalhar e corrigir os erros para nunca mais acontecer para que a gente não sinta esse sabor amargo e a torcida também”, comentou.

Na visão de Pássaro, o São Paulo não sofreu outro trágico resultado por erros fora do gramado, situação que inevitavelmente aumenta a pressão aos jogadores. “Perdemos dentro de campo, não na área técnica, nos treinos, na área física ou de estratégica, Perdemos a partir do momento em que o juiz apitou. Uma decisão diferente do Diniz poderia ajudar um pouco mais ou um pouco menos, mas faltaram outras coisas dentro de campo”, explicou.

Desta forma, Pássaro mantém a opinião de que o trabalho do técnico Fernando Diniz segue bom. “Pelos mesmos motivos que era bom e deveria seguir faz seis dias. Ele continuou muito bom, é o que acompanhamos no dia a dia, claro que o resultado dentro de campo é outra coisa que precisamos melhorar”, afirmou.

Por fim, questionado sobre a possibilidade de mudanças no elenco, até por causa da situação financeira do clube, Pássaro foi claro: “A cobrança sempre existe e é diária, estamos tirando novas conclusões, adaptando. Não queremos que aconteça de novo, o que precisarmos fazer e reavaliar para que não aconteça de novo vai ser feito”, disse.

6 comentários em “Pássaro defende Diniz, mas não descarta mudanças

  1. Meu socio torcedor cancelei faz tempo, esse sao paulo esta de sacanagem com o torcedor, nao quero nem saber de socio torcedor enquanto esse time nao tiver vergonha na cara, essa diretoria nao for descente, e os titulos vierem, ai vou pensar.

  2. Premiere eu cancelei em Março, dinheiro direto pra globo não mandarei mais.

    O sócio torcedor estou me segurando pra não cancelar… estou a um passo de fazer.

    Estamos sendo feito de otário, ninguém sabe quanto o clube ganha em patrocínios, contratos de jogadores às escuras inclusive com aval da merda do judiciário brasileiro… diretores incompetentes em todo lugar, enfim pago ainda por ser trouxa!!

    Diniz vai levar o SPFC ao Z4. E dependendo não sei se sairá!!!

  3. Cara de pau! Que papinho furado! Como o órgão do corpo que mais dói é o “bolso”, a torcida deveria fazer uma campanha para boicotar o programa Sócio Torcedor, além do Première, cancelando as assinaturas até esse trio de incompetentes (Leco, Raí e Pássaro) sair do SPFC

  4. Sinceramente se fosse possível já trazer o Rogério Ceni, dar um contrato de 3 anos pra ele e deixar trabalhar seria bom. Agora se for pra trazer qualquer um, pra ficar pouco tempo, melhor deixar como tá e muda no fim da temporada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.