Pane defensiva faz SP sofrer 15% de todos os gols em 45 minutos

Até o início desta 28ª rodada do Brasileirão, o São Paulo tinha a melhor defesa do campeonato, ao lado do Grêmio (22 gols cada). Mas tudo isso desmoronou na quarta-feira, diante do Bragantino.

Nos primeiros 45 minutos de jogo, o sistema defensivo teve uma pane e sofreu quatro gols. O número representa 15% de todos os gols que a equipe levou em toda a competição (agora são 26).

Esta foi a primeira vez que o time comandado por Fernando Diniz levou quatro gols no Brasileirão. Na temporada, isso só havia ocorrido uma vez, na derrota por 4 a 2 para a LDU, na Libertadores.

Na última quarta-feira, o treinador teve problemas para escalar o time e teve que mudar três peças do sistema defensivo. Luan (suspenso), Juanfran (problemas pessoais) e Arboleda (desconforto muscular) deram lugar a Tchê Tchê, Igor Vinicius e Diego Costa, respectivamente.

Os substitutos não conseguiram manter a boa fase defensiva e viram o Bragantino entrar com extrema facilidade na área. Não fossem as defesas difíceis de Tiago Volpi, a goleada poderia ter sido ainda maior.

Nas atuações do ge, o goleiro foi considerado o melhor do São Paulo no jogo mesmo com os quatro gols sofridos.

Em entrevista coletiva após a derrota, Fernando Diniz disse que o problema não ocorreu devido à ausência dos titulares.

– Não conseguimos desenvolver nosso jogo de saída. E concedemos contra-ataques que a gente não está acostumado a conceder. Não é por falta de um ou outro jogador, coletivamente ficou exposta – afirmou.

Para o próximo domingo, contra o Santos, às 16h, no Morumbi, Diniz terá Luan e, possivelmente Arboleda e Juanfran de volta. No entanto, ele perdeu Bruno Alves, suspenso pelo terceiro amarelo, e terá que mexer novamente na zaga. Léo e Diego Costa brigam pela vaga.

Mesmo com a derrota para o Bragantino, o São Paulo permanece na liderança do Brasileirão. Com 56 pontos, o Tricolor sem sete de vantagem para o vice-líder Atlético-MG, que teve o jogo desta rodada, contra o Santos, adiado.

 

Fonte: Globo Esporte

2 comentários em “Pane defensiva faz SP sofrer 15% de todos os gols em 45 minutos

  1. Defeito do Diniz não sabe treinar o time e os substitutos para superar esse tipo de jogada do adversário, já foi assim contra o Grêmio e não aprendeu nada, aliás mais um treinador teimoso.
    Se perder para o Santos pode dizer adeus ao título.

  2. Com certeza essa é uma falha do Diniz, que na verdade é um tecnico em formação ainda. Ele não consegue fazer a leitura correta do jogo. Ele tinha que ver, logo após o Bragantino fazer 2 a zero, que teria que mudar o sistema de jogo. Hora de fechar um pouco o time e sair com bola longa. Poderia ali já fazer uma substituição, talvez tirar o Igor Vinicius ou mesmo tirar o Vitor Bueno e entrar o Hernanes ou o Rodrigo Nestor e fechar o meio.
    Espero que a diretoria tenha uma conversa com o Diniz mostrando para ele que tem que fechar o meio, não existe time campeão jogando tão aberto. Até o Flamengo do Jorge Jesus que fez 90 pontos no ano passado, jogava com Arão e Gerson na frente da zaga. O Diego, que é um bom menino, sofreu demais por jogar muito exposto. Embora no erro dele, no quarto gol, poderia ter dado um chutão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.