Pablo iguala pior jejum de gols e volta a perder espaço no São Paulo

Artilheiro do São Paulo na temporada, com sete gols marcados, Pablo passa por um momento nada animador. Depois de não fazer gol no duelo contra o Atlético-GO, o atacante acumulou nove jogos seguidos sem marcar, igualando seu pior jejum no ano.

A má fase de Pablo fez ele perder a vaga no time titular, inclusive. Na partida passada, ele iniciou no banco de reservas e entrou em campo faltando apenas dez minutos para o fim. O Tricolor venceu o Atlético-GO por 3 a 0, com dois gols de Brenner e um de Gabriel Sara.

Neste sábado, diante do Palmeiras, às 19h, no Allianz Parque, o atacante deve ser preterido novamente. Brenner, o atacante mais eficiente do time, é o candidato à vaga.

Desde que chegou ao São Paulo, no início de 2019, por cerca de R$ 26,6 milhões, Pablo nunca conseguiu regularidade. No ano passado, o maior adversário foram as lesões, que o tiraram de metade dos jogos do Tricolor no ano – ele participou de apenas 30 partidas e marcou sete gols.

Em diversas entrevistas, Pablo ressaltava a dificuldade de se ter uma boa sequência com o número de lesões sofridas e esperava dar a reviravolta em 2020.

E nesta temporada os indícios eram de que as coisas realmente seriam diferentes. Logo no primeiro jogo, gol diante do Água Santa. Depois disso, o atacante viria a marcar somente após nove partidas, mas assistências em sua nova função como ponta e a importância no esquema de Diniz compensavam.

Por conta dessa falta de gols, parte da torcida passou a criticá-lo, e Pablo deu a resposta diante do Santos, no Paulistão, quando o São Paulo venceu a partida por 2 a 1 com dois gols do jogador. Na volta da pandemia, ele fez mais três gols em dois jogos e parecia ter se reencontrado.

Mas a história, novamente, não se desenrolou para um desfecho tão feliz. No momento mais crucial da temporada para o São Paulo, quando precisava vencer jogos da Libertadores contra LDU e River Plate, uma das contratações mais caras da história do clube não correspondeu.

Após o gol contra o Mirassol, que encerrou a sequência de três gols em dois jogos, Pablo fez apenas mais um, diante do Sport, nos 13 jogos posteriores que disputou.

Nesse período, Luciano se envolveu em uma troca com Everton e fez cinco gols em dez jogos. Já Brenner cresceu de rendimento e chegou à vice-artilharia no ano, com seis gols marcados. Ele disputou 16 jogos, quase todos saindo do banco de reservas.

Todos esses fatores fizeram com que Pablo perdesse vaga entre os titulares. As críticas da torcida sobre o jogador aumentaram após os últimos acontecimentos. No protesto realizado por uma das principais organizadas do clube, o atacante foi um dos principais alvos.

 

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.