Números do clássico apontam atropelo do São Paulo sobre o Santos

O São Paulo venceu o Santos por uma vantagem mínima: 2 a 1, de virada. O placar, no entanto, ficou barato para o Peixe, que foi completamente dominado pelo Tricolor, mesmo com o Morumbi vazio devido ao coronavírus.

Segundo o Footstats, o Tricolor terminou o clássico com 65.3% de posse de bola e 24 finalizações, sendo que 12 acertaram o gol defendido por Everson. O Santos chutou apenas três vezes. A única no alvo foi justamente a bola do gol de Arthur Gomes.

Com 34.7% de posse de bola, o Peixe conseguiu trocar 238 passes e viu os são-paulinos tocarem um para o outro por 624 vezes. Neste fundamento, os mandantes erraram 29 tentativas e os santistas outras 33.

Com um jogador a menos durante todo o segundo tempo por causa da expulsão de Jobson nos instantes finais da primeira etapa, o Santos teve 44.55% da sua posse de bola na defesa.

A situação, portanto, foi oposta para o São Paulo, que soube aproveitar a vantagem numérica no gramado para ocupar o campo de ataque em 85.59% do tempo que esteve com a bola.

O destaque ficou mesmo para Pablo. O camisa 9 entrou no intervalo na vaga do zagueiro Bruno Alves, finalizou cinco vezes, acertou o alvo em quatro oportunidades e marcou dois gols.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Um comentário em “Números do clássico apontam atropelo do São Paulo sobre o Santos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.