Muricy e Ceni voltam? E Diniz? Casares revela planos no São Paulo

A corrida eleitoral no São Paulo já começou há algum tempo e aos poucos os personagens estão assumindo seus postos de forma gradual. Julio Casares já garantiu sua candidatura à presidência do clube e faz planos para caso seja eleito para exercer o cargo a partir do ano que vem. Um deles é a volta de Muricy Ramalho em um cargo de coordenação, além da manutenção de Diniz.

Em entrevista ao “Canal do Nicola”, na última sexta-feira, Casares falou de diversos assuntos relacionados ao que pretende levar ao Tricolor se chegar ao principal posto no clube e não escondeu o desejo e o otimismo em contar com o retorno de Muricy, técnico multicampeão defendendo as cores são-paulinas e atualmente comentarista do Grupo Globo. Para o candidato, apesar de isso não ter sido tratado formalmente, há quase certeza de que essa volta acontecerá.

– O Muricy, além de ser um amigo pessoal, é um profissional de maior qualidade, que eu tenho o maior respeito. Quem não gostaria de ter o Muricy? Eu acho bem possível, é claro que nós precisamos conversar, nunca falamos a respeito disso, não é o momento, mas eu vejo com bons olhos. Eu tenho quase convicção de que o Muricy integrará o nosso time de coordenação técnica e acho que o Muricy, no momento oportuno, nós vamos conversar, até porque, hoje, ele é um cronista importante, quero saber as prioridades dele. Isso é uma coisa que precisa se discutir objetivamente, mas não tenha dúvida que ele faz parte da nossa agenda – declarou.

Casares também falou sobre uma possível volta de Rogério Ceni ao São Paulo. Para o candidato à presidência, clube e ídolo queimaram etapas quando entraram em acordo para que o ex-goleiro fosse o novo técnico tricolor, em 2017. Em meados do mesmo ano, ele foi demitido e acabou seguindo carreira no Fortaleza. Algo que até o fez relembrar a trajetória de Muricy Ramalho.

– É um grande amigo, é um grande são-paulino, é um ídolo, etc… Ele está fazendo um grande trabalho no Fortaleza, acho que quando ele chegou no São Paulo, houve uma precipitação dele e da diretoria em contrata-lo, queimaram etapas… Veja bem, o Muricy foi um grande técnico, foi auxiliar do Telê, teve um caminho e o Rogério retomou esse caminho no Fortaleza, está fazendo um grande trabalho e realmente pode voltar um dia – avaliou.

Mas esse dia, na cabeça de Casares, não deve ser a partir de quando assumir o cargo de presidente, caso vença as eleições. Para ele, o momento é de dar continuidade ao trabalho de Fernando Diniz, que tem caído nas graças de toda a coletividade são-paulina, especialmente a torcida, cada vez mais adepta ao “Dinizismo”, como é chamado o método de trabalho do atual treinador tricolor.

– O momento é do Fernando Diniz. O Fernando Diniz vai ter toda a tranquilidade, toda a longevidade no que depender de todos nós. Claro que o futebol é dinâmico, às vezes tem um problema, etc, mas o Fernando Diniz eu gosto muito da convicção dele, da filosofia dele, da seriedade dele, e nós vamos apoiá-lo muito. Fernando Diniz vai dar continuidade ao trabalho – concluiu.

As eleições no São Paulo estavam previstas para acontecer no mês de novembro, no entanto, devido à pandemia de coronavírus, pode ser adiada para dezembro ou data posterior. Apesar de ainda não ter revelado se irá ou não candidato, Marco Aurélio Cunha, que deixou a CBF recentemente, desponta como principal adversário de Julio Casares para o pleito.

 

Fonte: Lance

4 comentários em “Muricy e Ceni voltam? E Diniz? Casares revela planos no São Paulo

  1. O Salvador da Pátria!! É o principal alicerce da gestão Leco e agora vem pousar de santinho!
    Os associados precisam eleger os conselheiros da oposição para este cidadão não vencer ! Os associados precisam saber o que este cidadão assinou ! Pesquisem sobre o fornecedor anterior de material esportivo e vão descobrir!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.