Multa, vaias e pressão: como Arboleda chega para o clássico

Antes mesmo de a bola rolar para Palmeiras e São Paulo no próximo domingo, às 16h, em Araraquara, pela segunda rodada do Campeonato Paulista, o clássico já tem um protagonista: Arboleda.

Durante as férias, uma foto do zagueiro vestindo a camisa do Palmeiras viralizou nas redes sociais. E agora será a primeira vez que ele enfrenta o rival desde esse episódio, pelo qual foi multado.

O que aumenta a pressão sobre o zagueiro no clássico é a recepção que ele teve de parte da torcida do São Paulo na vitória contra o Água Santa, na estreia. As organizadas xingaram o equatoriano.

Polêmica nas férias
Uma foto de Arboleda com a camisa do Palmeiras viralizou nas redes sociais em dezembro, quando o zagueiro estava de férias no Equador. A imagem gerou a reação dos torcedores nas redes sociais, e alguns pediram a rescisão de contrato do atleta.

No dia seguinte, a esposa de Jean denunciou o goleiro por agressão nos Estados Unidos. Houve torcedores que queriam a saída dos dois, mas o São Paulo tratou os casos com pesos completamente diferentes. Preso e posteriormente solto, Jean teve contrato suspenso e foi emprestado ao Atlético-GO.

Pedido de desculpas

Depois do episódio, o zagueiro pediu desculpas por meio das redes sociais. Na ocasião, Arboleda disse se tratar de uma aposta com amigos e classificou seu ato como uma “estupidez” (veja abaixo a nota publicada pelo jogador).

Arboleda pediu desculpas aos torcedores São Paulo nas redes sociais — Foto: Reprodução Arboleda pediu desculpas aos torcedores São Paulo nas redes sociais — Foto: Reprodução

Arboleda pediu desculpas aos torcedores São Paulo nas redes sociais — Foto: Reprodução

Multa

A punição do São Paulo pela atitude de Arboleda foi uma multa. Ele entendeu que cometeu um erro e acatou a pena financeira sem contestar a diretoria. Raí, Alexandre Pássaro e Lugano tiveram uma conversa com o jogador durante a pré-temporada em Cotia.

Arboleda foi multado pelo São Paulo — Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

Arboleda foi multado pelo São Paulo — Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net

A palavra de Lugano

O dirigente definiu a atitude de Arboleda como um ato de ingenuidade e burrice. Lugano também afirmou que Arboleda não fazia ideia se a camisa verde era do “México, Bolívia, Chapecoense, Guarani, Camarões ou Palmeiras”.

Reencontro com a torcida
Integrantes de organizadas ofenderam Arboleda e torcedores comuns apoiaram o jogador, na volta do intervalo da vitória por 2 a 0 sobre o Água Santa, na última quarta-feira, no Morumbi.

Em campo, o zagueiro gesticulou e levou as mãos aos ouvidos. Na imagem da transmissão do Premiere o defensor parece dizer algo como “é justo” (veja no vídeo abaixo). Também houve protestos antes mesmo de a bola rolar. Ao aparecer a escalação, Arboleda foi vaiado por alguns torcedores.

– O que a gente espera é que todos voltem a aplaudir o Arboleda. Ele sabe que errou. Ele vai recuperar isso jogando e mostrando que é um cara muito entregue ao São Paulo. Ele começou hoje, fez uma boa partida. Na sequência do campeonato, acredito que ele vai mostrar o quanto gosta do clube. É outro cara que fez uma grande pré-temporada – disse Fernando Diniz.

Fonte: Globo  Esporte

6 comentários em “Multa, vaias e pressão: como Arboleda chega para o clássico

  1. Tudo frescura de torcedor!
    O que muda no carater de um homem o fato dele simpatizar (digamos que ele simpatize com o parmera, não sei) com um clube adversário?
    Gente, estamos no século 21 e me surpreende que torcedores comuns (não das organizadas) se sinta ofendido por um jogador de seu time vestir uma camisa do adversário.
    O que voce, torcedor que se ofendeu pelo gesto do Arboleda, pensa quando vê os jogadores de seu time trocando camiseta com os adversários?
    Então é pra dispensar todos que se interessaram pela camisa do “inimigo”?
    Até entendo as organizadas, porque quem as domina são, na sua grande maioria, marginais fichados na polícia e que vivem pelo ódio para poder se expressar neste mundo. Nós não! O Arboleta não!
    O que importa é ele entrar em campo no próximo domingo e fazer bem o que ele sabe: que é defender nosso time. Se ele jogar bem e, se por acaso, conseguirmos vencer o verde, vou aplaudir muito caso ele saia de campo vestido com a camisa verde do adversário!!!

    • Você chegou a pensar na alegria que ficaram os patrocinadores do Banco Inter, vendo um jogador que eles ajudam a pagar os salários, vestindo a camisa do Palmeiras com a estampa da Crefisa, que atua no mesmo ramo? acredito que você não tenha pensado nisso.

      Quantas vezes durante toda sua vida, você viu um jogador do Palmeiras ou Corinthians, com contrato em vigência, tirar um foto com a camisa do São Paulo? É a mesma coisa que um jornalista da Fox sports postar uma foto com a camisa da globo, isso não existe.

      Na minha concepção, a relação jogador/clube é conjugal, enquanto houver contrato e interesse de manutenção do “status quo” entre ambos, a relação deve ser de fidelidade, o clube deve cumprir com todas as obrigações contratuais, e o jogador se entregar e respeitar a instituição. O que ele fez com o São Paulo foi traição.

      Pela sua linha de pensamento, se esposa der uma puladinha de cerca com o vizinho, e não perder o interesse pelo marido, está tudo certo?

      Arboleda está louco para ir embora do São Paulo, e isso foi uma imensa forçada de barra.

      Hoje o São Paulo é uma merda, com uma administração horrorosa, que os empregados (jogadores) não respeitam nem os patrões, tampouco respeitam a história do clube.

  2. Faltou com respeito com a instituição São Paulo, com os patrocinadores do São Paulo. Deveria ser encostado até sair alguma negociação.

    Se tivesse feito essa palhaçada em qualquer outro clube grande, não jogaria mais, mas como fez no São Paulo do Leco/Raí, pode tudo.

    Estou 100% com as organizadas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.