Lugano protesta contra a arbitragem do clássico e é contido pela PM

O duelo entre São Paulo e Corinthians já terminou em campo, mas fora dele continuou pegando fogo. Após o empate em 0 a 0, alguns dirigentes do Tricolor perderam a cabeça por conta da arbitragem e foram tirar satisfação com os homens de preto na entrada dos vestiários do Morumbi. Entre os personagens do protesto estava Diego Lugano, que precisou ser contido pela Polícia Militar.

Em imagens da Espn, é possível ver Raí, Alexandre Pássaro, Fernando Bracalle, o Chapecó, e Lugano tentando cercar a arbitragem para reclamar dos lances polêmicos durante o Majestoso. O dirigente uruguaio era o mais exaltado de todos e xinga os árbitros até a porta do vestiário deles.

Pelo descontrole de Lugano, os policiais que faziam a proteção da arbitragem, precisaram conter o ex-jogador para evitar qualquer problema. Alguns seguranças do clube também estavam no local para acalmar os ânimos são-paulinos. Raí, Chapecó e Pássaro foram menos contundentes na ação.

A principal reclamação do grupo foi por conta de um lance, já na reta final do clássico, em que Camacho empurra Igor Gomes pelas costas dentro da área, o que seria pênalti para o Tricolor. Em uma jogada semelhante, a favor do Corinthians, fora da área, o árbitro Douglas Marques das Flores assinalou falta.

O mesmo árbitro teve atuação polêmica em Ponte Preta x Palmeiras, no último final de semana e no duelo entre Brusque x Sport, pela Copa do Brasil, no meio de semana. Mesmo assim, ele foi escalado para apitar o Majestoso na noite deste sábado, pela sexta rodada do Paulistão-2020.

3 comentários em “Lugano protesta contra a arbitragem do clássico e é contido pela PM

  1. Bando de dirigentes incompetentes, responsáveis por tudo o que está aí.

    Elenco mal selecionado, treinador fraco, time que não se impõe mesmo jogando em casa.

    Lugano é uma figura decorativa que leva uma boa remuneração do SPFC sem que ninguém saiba exatamente o que ele faz.

    Passam a imagem de que o SPFC é um time de várzea onde se vence intimidando a arbitragem. Patéticos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.