Luciano diz que São Paulo é o seu maior clube e tem chance de estrear

Luciano recebeu a camisa 11 do São Paulo, vaga desde a saída de Antony, das mãos de Raí, diretor de futebol do clube, na tarde desta quarta-feira. O atacante de 27 anos, que tem passagens por Corinthians, Fluminense e Grêmio no currículo, disse que está chegando ao maior clube da carreira.

– Eu joguei em grandes clubes, mas o São Paulo é o maior, né? Sou chato porque sempre quero estar ganhando, quero estar vencendo, e vocês podem contar comigo para o que der e vier – disse o reforço, em vídeo divulgado pela SPFCtv.

– Eu falei que o São Paulo é o maior por causa das conquistas. O São Paulo é uma referência mundial, onde você vai tem torcedor do São Paulo, as pessoas lembram das histórias – emendou, na entrevista coletiva virtual que concedeu na sequência.

Luciano chegou à capital paulista na noite de terça-feira e vai participar do treino desta quarta-feira. Ele depende da inscrição no BID da CBF e do resultado do teste de Covid-19 feito no Grêmio para ficar à disposição de Fernando Diniz, técnico com quem se deu bem no Fluminense, para o jogo contra o Bahia, às 20h desta quinta-feira, no Morumbi.

– Estou bem fisicamente. Se precisarem, é claro que vou estar à disposição. Vamos esperar a documentação – disse.

Luciano assinou com o São Paulo até dezembro de 2022. O clube adquiriu 50% de seus direitos, sendo que a outra metade pertence ao espanhol Leganés. Como pagamento, o Tricolor cedeu ao Grêmio 50% dos direitos econômicos de Everton, que também já foi anunciado em Porto Alegre. Neste caso, é o clube do Morumbi quem fica com a outra metade.

Veja as respostas de Luciano na apresentação:

Reencontro com Diniz
– Eu trabalhei com o Diniz, todo mundo sabe que a gente deu certo lá no Fluminense e espero que dê certo aqui. Não vou dizer aqui que vim para resolver o problema do time. Hoje vou fazer meu primeiro treinamento e espero agregar ao grupo.

Pode jogar aberto pelo lado direito?
– Eu já joguei pelos lados. É claro que quando tem um mais rápido que você facilita para achar um passe, uma bola em profundidade, mas também já fiz essa função, inclusive com o Diniz. A gente deu muito certo e eu me dei muito bem. Espero fazer aqui se ele precisar e corresponder à altura.

Pressão sobre o treinador
– Diniz é excelente profissional. Pressão vai ter, sempre teve e não vai parar de ter. Mas eu, junto com todos os companheiros, vou tentar ajudar o Diniz.

Seria frustrante se ele fosse demitido?
– Seria frustrante, mas vamos trabalhar com o pensamento de que ele vai permanecer. Eu tenho contrato até o fim de 2022 e espero cumprir, espero também que o Diniz possa ficar aqui por muito tempo.

Por que sair do Grêmio?
– Eu conversei com os meus familiares, com a minha esposa. Até por não estar tendo tantas oportunidades nessa temporada eu decidi trocar de ares, vir para o São Paulo, que é um clube muito grande. Espero ter uma sequência e ajudar a todos aqui.

Por que perdeu espaço no Grêmio?
– Eu terminei a temporada de titular, fazendo gols, ajudando os companheiros, e nessa temporada não estava tendo oportunidades. Não me explicaram e também não quero entrar muito em detalhes, da minha parte não aconteceu nada. Quando surgiu o contato do São Paulo, tanto dessa vez quanto das outras, eu sempre estive à disposição para vir e ajudar.

Raí disse que tentou contratá-lo outras vezes
– Teve, sim, a procura. Sempre tive vontade. Que jogador não vai ter vontade de vestir a camisa do São Paulo?

Suspensão de três jogos na Libertadores: só joga a última rodada da fase de grupos
– Eu fiquei triste, decepcionado comigo mesmo pelo que aconteceu no clássico, pela minha expulsão. Fico chateado de não poder jogar três jogos, mas não atrapalhou na negociação, até porque se Deus quiser o São Paulo vai passar de fase e vou poder ajudar.

Elogios a Diniz
– Ele é um ser humano incrível e passa isso para a gente. Passa total confiança para os atletas. Além do trabalho e da cobrança, ele é um cara sensacional, que todos os atletas elogiam. Comigo não é diferente. Espero que essa parceria que a gente teve no Fluminense se repita e que a gente conquiste coisas boas.

Em oito jogos contra o São Paulo, já marcou três gols
– Sobre os gols, é a profissão, é o trabalho, e agora se Deus quiser espero fazer muitos gols ajudando o São Paulo.

3 comentários em “Luciano diz que São Paulo é o seu maior clube e tem chance de estrear

  1. Lucca Bopp :

    “Podem falar o que quiser, mas Luciano tem um perfil diferente do atual elenco do São Paulo: jogador chato, encrenqueiro, que inflama a torcida. Não é a postura de xerife infantil do Reinaldo nem os gestos midiáticos do Daniel. Lembra mais Petros, Leandro, Calleri… Gosto muito! “

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.