Juanfran reafirma desejo de ficar no São Paulo e compara Diniz a Simeone

Juanfran tem contrato com o São Paulo até o fim deste ano e ainda não sabe se vai conseguir renovar o acordo para ficar mais tempo no Tricolor. Mas esse é o desejo do lateral espanhol: permanecer e só sair depois que conquistar um título pelo clube.

– Sendo honesto, ainda não sei (se vai renovar). Da minha parte, o que eu quero e gostaria é continuar aqui. Estou muito bem, minha família está bem, estou muito feliz e muito orgulhoso de estar aqui no São Paulo. Eu não voltarei para a Espanha. Eu tenho isso na minha cabeça. Eu tenho que ser campeão antes de voltar para a Espanha. Não posso voltar sem ser campeão em São Paulo antes – disse Juanfran à Agência EFE.

– Também é uma situação que precisamos ver, porque há eleições para ver qual presidente vai entrar (no clube), em que direção vamos seguir. O que eu mais quero é ser campeão aqui. Mais do que estender meu contrato, sair para outra equipe ou me aposentar – completou.

A diretoria são-paulina já expôs o desejo de contar com Juanfran por mais tempo no clube e deve abrir conversas para a renovação. Esse é o último ano de mandato de Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, e o clube enfrenta uma das suas piores crises financeiras da história.

A adaptação de Juanfran ao Brasil e ao São Paulo são dois pontos fundamentais para o espanhol querer a permanência.

O técnico Fernando Diniz também tem uma parcela importante nesse processo. O lateral-direito, inclusive, o comparou ao argentino Diego Simeone, técnico do Atlético de Madrid, com quem trabalhou por oito anos.

– Dou o exemplo do Atlético de Madrid, antes da chegada de (Diego) Simeone (2011), antes de nos reunirmos com esses jogadores muito carismáticos dos últimos anos (Gabi, Godín, Koke, Raúl García). Comecei a notar isso com Fernando (Diniz). Essa sensação boa que existe com o treinador, com sua ideia, sua maneira de jogar, acho que ele já estava contagiando o torcedor – disse Juanfran.

– É o último ano para muitos no clube, um ano eleitoral, e tudo isso estava nos tornando mais unidos do que nunca. Isso eu percebo. Porque percebi isso no Atlético de Madrid, percebi isso no time espanhol, quando nos tornamos campeões (…) espero que não o percam, porque essa conexão que pode haver com o treinador pode nos tornar campeões – acrescentou.

Desde agosto do ano passado atuando no futebol brasileiro, o lateral-direito espanhol já consegue fazer uma melhor análise do jogo praticado no país e colocou algumas equipes que poderiam disputar a Liga dos Campeões da Europa, como Flamengo, o próprio São Paulo, Palmeiras…

– Sim, eles competiriam bem na Liga dos Campeões. Nós também, com a equipe que temos. Várias equipes vão para a Europa e competem muito bem, como Palmeiras, Grêmio, Cortinthians, Santos, Internacional. Existem jogadores muito bons aqui, há um nível muito bom. Cada vez mais, sem perder o estilo brasileiro, que é ótimo para algumas coisas e não é tão bom para outras. Eu acho que os clubes estão um pouco “europeizando”. Muitas coisas boas estão sendo trazidas da Europa. Eu acho que essa mistura de coisas boas da Europa e boas do Brasil é uma boa mistura para competir contra qualquer um – analisou.

Juanfran está treinando com o elenco do São Paulo e, assim como os demais companheiros, irá para o CT da base de Cotia nesta quarta-feira para iniciar os treinos na quinta. A ideia é concentrar no local de sete a dez dias.

Fonte Globo  Esporte

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.