Jogadas ensaiadas viram trunfo do São Paulo para furar retrancas

O São Paulo passou a ter as jogadas ensaiadas como trunfo para furar as retrancas adversárias. Se consolidando como time a ser batido no Campeonato Brasileiro, o Tricolor vem de uma sequência contra adversários da parte de baixo da tabela, que geralmente acabam optando por se defenderem e oferecerem poucos espaços, porém, graças aos movimentos treinados incessantemente no CT da Barra Funda, Luciano, Brenner, Daniel Alves e companhia seguem somando pontos e se isolando na liderança da competição.

Contra o Goiás, na última quinta-feira, por exemplo, o São Paulo marcou o segundo gol com Brenner graças à uma jogada de arremesso lateral ensaiada nos treinamentos, o que foi, inclusive, revelado pelo próprio clube em um vídeo após a vitória em Goiânia.

Já no último domingo, contra o Sport, um Tricolor muito menos inspirado teve muitas dificuldades para criar oportunidades reais de gol ao longo da partida, e quando criou acabou desperdiçando. Mesmo assim, logo no início do jogo, em uma jogada ensaiada de escanteio, Daniel Alves mirou em um espaço vazio, dentro da área, onde Luciano apareceu para completar de primeira e garantir a vitória são-paulina no Morumbi.

“A bola parada é uma coisa que quase sempre a gente trabalha, porque acaba definindo muito jogo. As jogadas variam de adversário para adversário, porque tem adversário que marca por zona, outros marcam individual. Temos que preparar, quando dá, alguma coisa para o jogo. Muitas vezes a gente prepara e não dá certo, mas estamos tendo sucesso nas jogadas que são preparadas para os jogos”, disse o técnico Fernando Diniz.

Nesta quarta-feira, contra o Botafogo, a tendência é que o São Paulo tenha de furar mais uma retranca neste Campeonato Brasileiro. Se não conseguir com a bola de pé em pé, no melhor estilo Fernando Diniz, o Tricolor terá de recorrer mais uma vez às bolas paradas, algo que tem feito a diferença nos últimos jogos da equipe.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.