Jadson se anima com fase de artilheiro e almeja volta à Seleção

O meia Jadson é um dos destaques do São Paulo nesta temporada. Enquanto a torcidatricolor espera ansiosamente pelo brilho de Paulo Henrique Ganso em campo, o outro armador do elenco de Ney Franco se transformou em um artilheiro, sem deixar de dar as assistências para os colegas, almejando assim um retorno à Seleção Brasileira.

“Minha característica é sempre de dar assistência, mas, neste ano, também estou ajudando com gols. Mas o importante mesmo é nossa equipe continuar ganhando, independentemente de ser gol meu, do Osvaldo, do Luis Fabiano, do Aloísio…”, afirmou o camisa 10.

Titular absoluto no sistema de Ney Franco, Jadson marcou até agora seis gols em 2013, mesmo número de Luis Fabiano. Além disso, o meia fez quatro passes para os colegas marcarem. A boa fase faz o meia sonhar com novas convocações à Seleção Brasileira.

Sergio Barzaghi/Gazeta Press

Jadson divide com Luis Fabiano a artilharia do São Paulo no ano e sonha em ser convocado de novo

“Falei no começo do ano que continuaria fazendo meu trabalho e estou conseguindo realizar bons jogos. Vou seguir assim e quem sabe eu possa ganhar uma oportunidade para mostrar meu trabalho na Seleção”, comentou.

 

Jadson foi convocado algumas vezes por Mano Menezes, inclusive para a Copa América de 2011. No ano passado, o meia também participou do Superclássico das Américas. O objetivo neste momento é conseguir atrair as atenções de Luiz Felipe Scolari.

“Este ano, as coisas estão fluindo para mim por causa do bom trabalho que fiz na pré-temporada. Estou muito feliz e quero dar sequência, para poder ajudar minha equipe”, acrescentou.

As boas atuações do meia fazem Ney Franco adiar uma sequência de jogos a Paulo Henrique Ganso. O ex-santista joga no mesmo setor de Jadson, que, apesar da semelhança, não vê problema em atuar junto com o concorrente.

“Quando jogamos no 4-4-2, com dois meias, o Ganso trabalha a bola, e eu carrego mais. Isso deixa a equipe com um jogo mais trabalhado. Já no 4-2-3-1, com Aloísio ou Douglas, ficamos com jogadores mais rápidos na ponta e a equipe tem mais velocidade”, ponderou, sem dar palpite sobre a forma que prefere.

Fonte: Gazeta Esportiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.