Eleição do SPFC tem distanciamento entre candidatos e Leco

A disputa política no São Paulo tem um cenário inusitado. Ao contrário do que aconteceu em todos os últimos pleitos, não há um candidato com apoio do atual presidente. Os postulantes, que em sua maioria já tiveram alguma relação com Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, querem manter um distanciamento da imagem do atual mandatário.

Impopular e com uma gestão sem títulos, o cartola é constante alvo de críticas entre torcedores. A situação só se agravou após o vexame protagonizado nas quartas de final do Campeonato Paulista, quando a equipe foi eliminada pelo Mirassol, da Série D do Brasileirão, em pleno Morumbi.

Segundo apurou o UOL Esporte, Leco até tentou buscar um sucessor dentro do Conselho Deliberativo. José Roberto Canassa, hoje gestor do CT de Cotia, era um dos mais cotados. Porém, não houve apoio suficiente para se montar uma chapa. Assim, o próprio presidente deve se manter neutro durante a disputa.

Hoje, o único candidato já confirmado é Júlio Casares, da chapa “Juntos pelo São Paulo”. O conselheiro é do mesmo grupo político de Leco, o Participação. No entanto, os dois nunca foram muito próximos. O presidente tentou até tirá-lo do partido. Hoje, ele é integrante do Conselho de Administração e já apresentou posições contrárias ao presidente.

A outra chapa será a “Resgate Tricolor”, que ainda precisa definir seu candidato em convenção, no dia 15 de agosto. Marco Aurélio Cunha, Sylvio de Barros e Roberto Natel são os pré-candidatos ao executivo.

Marco foi diretor executivo de futebol de Leco, em 2016 e deu seu apoio ao dirigente na eleição, contra José Eduardo Mesquita Pimenta, em 2017. Hoje, ele não se coloca ao lado do dirigente.

Roberto Natel é o atual vice, mas, nos últimos anos, já se colocou contrário ao seu companheiro de chapa da última eleição. Também integrante do Conselho de Administração, Natel costuma se posicionar como oposição. Sylvio de Barros jamais foi integrante da situação. Hoje, ele se mantém longe da atual gestão.

 

Fonte: Uol

3 comentários em “Eleição do SPFC tem distanciamento entre candidatos e Leco

  1. Os citados são todos farinha do mesmo saco.
    É tudo SITUAÇÃO desde MPG.

    Se Leco tivesse feito alguma coisa que prestasse, não estariam eles na briga para ser o “candidato do presidente”??
    Nem pra indicar sucessor o Leco serve.

    O estrago que JJ deixou foi grande, hein

  2. Casares quer se descolar da situação, da qual ele sempre fez parte. Mais um cara de pau, que ultimamente vem dando declarações “jogando pra torcida”. Daqui a 1 ano deveremos estar aqui nos lamentando de novas humilhações. Casares e Cia. são mais do mesmo.

  3. No poder desde 2002, Julio Casares sempre foi e continua sendo SITUAÇÃO. Sevue o currículo da fera:
    Diretor adjunto de Marketing – 2002/2004 (Gestão MPG)
    Diretor de Marketing – 2004/2008 (Gestão MPG/Juvenal)
    Vice-presidente de Marketing e Comunicações – 2008/2014 (Gestão Juvenal Juvêncio
    Vice-presidente – 06/01/2015 a 13/10/2015 (Gestão Aidar)
    Atual membro do Conselho de Administração (Gestão Leco)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.