Cueva diz querer voltar ao São Paulo e critica Sampaoli no Santos

O meia peruano Cueva afirmou à ESPN argentina que gostaria de voltar ao São Paulo, onde teve seu melhor momento no país, mas de onde saiu sob críticas.

Cueva foi perguntado se gostaria de jogar na Argentina – ela já negociou com Independiente e San Lorenzo – e disse que tinha vontade de defender o Boca Juniors. Foi quando revelou a intenção de retornar ao Morumbi:

– Sim, eu sempre quis jogar no Boca. Sempre segui o Boca, é uma equipe que gosto demais, mas tem outra equipe que gostaria de ter uma oportunidade novamente, em um outro momento, que é o São Paulo.

Ele explicou:

– Sempre fui torcedor do Alianza (Lima), mas simpatizo com Boca. São equipes parecidas, do povo. Gosto muito de equipes assim, como na época do São Paulo eu sentia o mesmo, e foi linda essa passagem pelo São Paulo. Me ensinou muita coisa, jogar no São Paulo é completamente diferente.

Na mesma entrevista, questionado sobre a relação com o técnico Jorge Sampaoli no Santos, criticou o argentino:

– Não sei se terminou mal porque ele nunca olhou na minha cara. Nunca conversamos cara a cara quando se devia conversar – disse Cueva, que deixou o Santos em litígio quando Jesualdo Ferreira já tinha assumido o comando do time, no começo do ano.

Cueva, que estava no Krasnodar, foi contratado com status de estrela pelo Santos no começo de 2019. Não teve sucesso, se envolveu em confusões, foi afastado do elenco e, no fim, deixou o clube e se transferiu ao Pachuca, do México, em movimento que levou à reclamação santista na Fifa.

– Apesar de tudo, não posso negar que (Sampaoli) é um grande técnico. Sei que não posso pedir garantia de jogar sempre, não é assim, mas não aconteceu o que queríamos que acontecesse.

 

Fonte: Globo  Esporte

2 comentários em “Cueva diz querer voltar ao São Paulo e critica Sampaoli no Santos

  1. NEGATIVO;NEGATIVO NEGATIVO
    Pelo amoor do São Paulo; ESTE, NUNCA MAIS!!!!!
    Foi dificil a jente se livrar dele !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Deixe uma resposta para Leandro Claudino da Silva Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.