Como Luan passou de descartável a titular no São Paulo de Fernando Diniz

Aos 21 anos, Luan se tornou a peça que sustenta o meio-campo do São Paulo. Em meio à fase mais crítica do time sob o comando de Fernando Diniz, o volante retomou a condição de titular e já engatou uma série de três partidas na condição. Porém, o que impedia o técnico de utilizá-lo com mais frequência na equipe?

O UOL Esporte apurou que a preferência da comissão técnica por uma saída de bola trabalhada fez com que o jovem perdesse espaço em 2020. Diniz rodou as peças no setor e passou a utilizar Tchê Tchê na função. Sem tantas chances, Luan chegou a ser cogitado até no Portimomense, de Portugal.

No entanto, depois de uma sequência de sete jogos sem vencer e a eliminação na fase de grupos da Copa Libertadores, o treinador precisou mudar a forma de atuar do time e deu uma nova oportunidade ao atleta.

Escalado à frente da defesa, o jogador encontra mais facilidade para participar da construção de jogadas ao lado de Daniel Alves e Diego Costa. A presença da dupla ao seu lado no início do jogo defensivo são-paulino tem facilitado a forma de atuar, o que pode ser atestado pelos números.

Na vitória diante do Atlético-GO, Luan acertou 43 dos 44 passes que realizou em campo. O índice de acertos foi reduzido no triunfo sobre o Palmeiras, mas se manteve elevado — 93%. Foram 50 passes corretos em 54 tentativas no Choque-Rei disputado no Allianz Parque. No empate com o Fortaleza, o garoto teve 96% de aproveitamento no quesito, 74 certos em 77 oportunidades.

A necessidade de escalar um meio-campista com características mais defensivas e a evolução nos passes, o que influencia diretamente na ideia de jogo adotada pela comissão técnica de Fernando Diniz, transformaram Luan em peça importante no meio de campo da equipe, ao lado de Daniel Alves, Gabriel Sara e Igor Gomes.

O futebol apresentado nos últimos jogos dá respaldo para a manutenção de Luan entre os titulares da equipe no jogo de amanhã (17), às 21h (de Brasília), diante do Grêmio, no Morumbi.

 

Fonte: Uol

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.