Athletico faz acordo, e São Paulo fica com 20% de Bissoli

O Athletico entrou em acordo com o São Paulo para contratar definitivamente o atacante Guilherme Bissoli. O Tricolor paulista ficou com 20% dos direitos econômicos do atleta, que assinou com o Furacão até o final de 2023.

Análise: de contrato novo, Bissoli mostra potencial e é a aposta no futuro do Athletico
Para evitar que houvesse uma disputa judicial, com a possibilidade de indenização ao Tricolor, a diretoria rubro-negra procurou o clube paulista para ficar com o atacante e encerrar qualquer desavença. O percentual foi acordado visando uma futura transferência do centroavante de 22 anos pelo Furacão, que tem bom histórico de vendas.

Bissoli é cria do São Paulo e deixou o clube de graça em meio à polêmica de sua transferência. O time paulista entendia que havia irregularidade no empréstimo ao Athletico – o atacante tinha vínculo com o Club Fernando de la Mora, da segunda divisão do Paraguai.

Bissoli ficou no São Paulo entre 2009 a 2018 e conquistou títulos como o Campeonato Paulista Sub-17, a Copa Ouro Sub-20 e a Copa RS Sub-20. Já pelo Athletico, ele é o artilheiro da temporada, com nove gols, mas perdeu espaço e é reserva de Renato Kayzer.

Entenda o caso
No fim de 2018, o Athletico tentou assinar um pré-contrato com Bissoli antes do fim de seu vínculo com o São Paulo, que se encerrava em janeiro de 2019. O clube, porém, queria a permanência do jogador e, por ser o formador, tinha o direito de cobrir o valor proposto pelo Furacão para continuar com o atleta – era o primeiro contrato profissional do atacante.

O São Paulo assim o fez e cobriu duas propostas para realizar a renovação. Caso o Athletico ainda quisesse o jogador, uma indenização deveria ser paga. Bissoli, no entanto, não quis permanecer no São Paulo por conta do tratamento recebido pelo clube. Como não aceitou certas condições salariais, ele ficou de agosto a janeiro treinando no CT de Cotia, longe do elenco principal.

A grande reivindicação por parte das pessoas que gerem a carreira de Guilherme Bissoli era a questão salarial. Por ser uma das grandes promessas e artilheiro da base são-paulina, acreditavam que o jogador poderia ser melhor valorizado, algo que não aconteceu.

Houve diversas conversas, mas as partes não entraram em um acordo, e o próprio atleta ficou descontente com o tratamento recebido, principalmente ao saber que diretores do São Paulo disseram que ele não encontraria melhor proposta em outros clubes.

Sem a renovação com o São Paulo, o meia-atacante também não poderia assinar com nenhum outro clube do Brasil. Seus representantes, então, acharam uma saída para que ele pudesse continuar atuando no Fernando de la Mora, da segunda divisão do Paraguai.

Bissoli defendeu o clube paraguaio em 2019, com contrato até o fim de 2021. Neste início de ano, o Athletico viu a possibilidade de contar com o jogador por empréstimo e voltou a procurá-lo. Ao entender que não havia nenhuma irregularidade, o clube paranaense acertou o acordo até o fim deste ano.

 

Fonte: Globo Esporte

6 comentários em “Athletico faz acordo, e São Paulo fica com 20% de Bissoli

  1. A atual direção de futebol do Tricolor não tem mais cometido este erro de deixar as promessas da base descobetas.
    Hoje todos garotos que atuam no time principal tem cada um multa de $50 mi de dólares previstas.

    Em um time que tinha: Liziero, Walce , Diego Costa, Luan, Toró, Helinho, Antony, Sara, Igor Gomes o atacante promessa era o Gabriel Novaes.
    Bissoli era só mais um jogador, nunca se destacou.

  2. Levar para o exterior e trazer de volta para burlar cláusula contratual é estratégia antiga. Cafu e Palmeiras fizeram igual. Mas, se me lembro bem, foram processados e perderam.

    E tem que tomar cuidado com o Red Bull e similares, que
    podem usar o caminho inverso, burlando a diferença de valores entre as multas para transferência internacional e nacional.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.