Arboleda supera crises e se torna peça-chave em reta final da temporada

O zagueiro Arboleda sempre viveu momentos de amor e ódio com a torcida do São Paulo. Dentro de campo, o jogador geralmente era incontestável, mas fora, certas atitudes minavam sua relação no clube.

Titular nos últimos seis jogos, Arboleda passa agora por aquele momento de harmonia com torcedores e em alta com comissão técnica e diretoria. Depois que recebeu a nova chance entre os titulares, ele se tornou um dos principais jogadores nesta reta final das competições.

Na última quarta-feira, diante do Atlético-MG, o zagueiro foi um dos melhores do confronto. Em duas ocasiões, uma no primeiro e outra no segundo tempo, Arboleda fez desarmes na entrada da área que foram celebrados como gols.

O atual momento vivido pelo equatoriano, porém, era bem difícil de se imaginar há pouco mais de um mês. Além de perder a condição de titular e entrar somente no final das partidas, o zagueiro era um dos principais alvos dos protestos realizados pelas organizadas do clube.

O episódio em que Arboleda apareceu em uma foto vestindo a camisa do rival Palmeiras jamais foi esquecido pela torcida, e o fato de estar no banco de reservas só aumentou a desaprovação por ele ainda estar no clube.

Outra situação que causou mal-estar em 2020 foi a aparição de Arboleda em um baile funk em meio à pandemia do novo coronavírus. Mais críticas recaíram sobre o jogador de 29 anos.

Em meio a tudo isso, a diretoria do São Paulo bancou Arboleda em todos os deslizes. Nos dois episódios polêmicos, o jogador foi chamado para uma conversa e recebeu uma multa. A rescisão de contrato nunca foi cogitada.

No clube, Arboleda sempre foi visto como um jogador que, mesmo com as falhas, agrega valores ao elenco e tem a confiança da comissão técnica por sua dedicação.

Algo que contou a favor do zagueiro foi como ele lidou com a reserva. Unanimidade em 2019 ao lado de Bruno Alves, havia o receio de que a ida para o banco pudesse tirar o foco do zagueiro. Mas o equatoriano se mostrou solidário aos companheiros titulares.

Após três meses no banco de reservas, Arboleda teve a chance em um jogo contra o Bahia, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro, quando Diego Costa estava suspenso e Bruno Alves havia sido preservado após ter contato com um familiar com Covid-19.

O zagueiro não só foi bem no jogo como também marcou um dos gols na vitória por 3 a 1. Depois dessa atuação, ele não saiu mais do time titular e reeditou a parceria com Bruno Alves. Já são cinco jogos da dupla, e em quatro o time não sofreu gols.

Na próxima quarta-feira, diante do Grêmio, às 21h30, pelo jogo de ida das semifinais da Copa do Brasil, eles devem estar juntos novamente em busca do título inédito para o São Paulo na competição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.