Após reunião, São Paulo decide suspender contrato de Jean

Depois de reunião na tarde desta quinta-feira, o São Paulo decidiu suspender o contrato do goleiro Jean, conforme nota oficial divulgada no começo desta noite. A conclusão foi tomada após encontro entre representantes do clube e do jogador. Dessa forma, os salários deixarão de ser pagos e, por ora, não haverá uma demissão por justa causa. A prática tem valor por determinado período de tempo até que outra forma seja encontrada.

Confira o que diz o texto publicado no site oficial do clube:

“O São Paulo Futebol Clube comunica que nesta quinta-feira (9) firmou a suspensão do contrato de trabalho do atleta Jean Paulo Fernandes Filho.

O contrato permanecerá suspenso até 31 de dezembro de 2020, período durante o qual o atleta poderá exercer atividades por outras agremiações em condições já estipuladas. Caso o jogador não seja contratado por um outro clube durante este período, o São Paulo Futebol Clube poderá decidir pela rescisão de contrato ao final deste ano de suspensão”

A questão é que uma demissão por justa causa, neste momento, obrigaria o clube a pagar ao atleta todos os valores referentes ao contrato, que é válido até dezembro de 2022. No entender do Tricolor, isso está fora de questão, pois seria descabida uma saída remunerada diante do ocorrido.

Como diz a nota, Jean poderá atuar por outros clubes durante esta temporada, enquanto seu contrato estiver suspenso. Caso não encontre interessados até o final de 2020, poderá haver a rescisão com o jogador.

Jean foi acusado de agredir sua mulher enquanto passavam férias em Orlando, nos EUA. Por lá, chegou a ser preso e foi libertado em uma audiência de custódia, mas continua respondendo o processo na justiça americana. Na época, o São Paulo já havia decidido romper com o jogador, mas iria esperar o retorno das férias para tomar medidas cabíveis.

 

Fonte: Lance

3 comentários em “Após reunião, São Paulo decide suspender contrato de Jean

  1. E o dinheiro pago por ele? Quem vai arcar com o prejuízo? Fácil se desfazer de algo quando não sai do nosso bolso, já o Arboleda tb merecia uma suspensão, depois de tantas cagadas ficou mais que explícito que ele usou as redes sociais e essa situação para demonstrar sua insatisfação e a vontade de se transferir do clube.

  2. Deveria estar na nota que Jean jamais utilizaria camisa do SPFC novamente. Entendo o montante de grana, mas tem que estar explícito, em nenhuma hipótese o jogador entrará em campo ou treinará nas dependências do clube.

  3. Sem querer livrar a cara do Jean pelo ato insano e bárbaro cometido mas, essa foi uma forma de se livrar dessa contratação errônea por conta de uma diretoria incompetente que no meu ver deveriam (diretoria de futebol) arcar com os custos e não empurrando o atleta para a forca!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.