Alguém me disse

Depois de todo o alvoroço feito, com a participação, inclusive, do presidente Carlos Miguel Aidar, parece que está virando água a vinda de Kaká para o Tricolor, mesmo que para um semestre.

A situação é a seguinte: Kaká vai receber de salários, no Orlando City, R$ 1,200 milhões – menos que os R$ 2 milhões que ele recebia no Milan -. O jogador não abre mão de mais um centavo de seus vencimentos; o Orlando City aceita pagar R$ 600 mil, ficando a diferença – outros R$ 600 mil – para o São Paulo. O Tricolor, por sua vez, não paga nada a mais que R$ 400 mil, para não fugir à sua política salarial.

Isso que dizer que o impasse está em R$ 200 mil reais por mês, que nem Orlando, nem São Paulo, querem assumir, e que Kaká também não abre mão.

Portanto, se essa pendência não for resolvida, o sonho que já era realidade – pelo que disse o presidente lá atrás – está virando pesadelo.

 

Paulo Pontes

13 comentários em “Alguém me disse

  1. Acho que com o nível do futebol brasileiro atualmente, é capaz de o Kaká se destacar… por pior que ele esteja.

    Mas não acho primordial a vinda dele. Acho que precisávamos mesmo era de mais um primeiro volante cabeça de área de bom nível técnico também.

  2. Estou sentindo uma tremenda vergonha alheia dos comentários… Estão chorando a não vinda do Kaká?

    Vocês acham que ele seria capaz de em 6 meses resolver os problemas crônicos do nosso time, que vem de pelo menos 5 anos?

    O cara ganha uma salário totalmente irreal para o futebol que ele vem apresentando e se acha no direito de não abrir mão disso?

    Pois bem, seja feliz onde possam pagá-lo.

    Não quero ver meu time como mera barriga de aluguel.

  3. Os clubes devem estar jogando duro para tentar melhorar o negócio. Conforme sugerido abaixo, parece claro que, querendo, resolve-se isso facilmente pelo pagamento de luvas.
    O negócio é bom também para o time americano. Se o Kaká não vai poder jogar lá até março, eles não vão querer desembolsar o salário integral para o atleta ficar em casa. Pagar R$ 800 mil durante seis meses ainda é muito melhor do que pagar R$ 1,2 milhão no mesmo período. Logo, tirando a hipótese de outro clube com maior capacidade financeira também interessado no empréstimo por seis meses, parece-me lógico que o Orlando City faça negócio com o S.Paulo se realmente contratar o atleta junto ao Milan.

  4. Porra, esse Aidar é um IDIOTA, Paulo fala para ele, que se ele quiser eu pago os 200 mil restante. Cadê as idéias de marketing revolucionárias que ele falou que traria para o tricolor se ele fosse presidente? Cadê os rodízios de patrocinios que ele iria fazer na camisa do São Paulo?

    • Como brasileiros já deveríamos estar mais do que acostumados com promessas vazias e palavras ao vento para se vencer eleições.

      Sempre dá certo, sempre conseguem convencer quem tem que convencer e nunca arcam com as consequências das mentiras.

  5. Essa diferenca seria paga, se jj nao tivesse feito
    tantas contratacoes que viraram agua,
    tipo dois argentinos, reinaldo, fabricio etc etc
    Enfim, essa ingua que entrou e’ que esta’
    dificultando as coisas,
    nem sei como contratou Kardek, porque esta decepcionando
    e muito inclusive nos seus pronunciamentos feitos
    como presidente de um clube grandioso.
    De graca nem o lokao ou reinaldo, no futebol tem que pagar e muito.
    Ou ser amigo da banda podre.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.