São Paulo bate o Cruzeiro e se aproxima da liderança do Brasileiro

clima de final já estava perpetuado nas arquibancadas do Morumbi, na tarde deste domingo. Qualquer que fosse o placar do jogo entre São Paulo e Cruzeiro, a emoção estava garantida. Com marcação exemplar e boa disciplina tática, o Tricolor segurou o poderoso ataque mineiro e venceu o jogo por 2 a 0, com gols de Rogério Ceni e de Alan Kardec.

A vitória é de suma importância ao São Paulo para a sequência do Campeonato Brasileiro. O Tricolor chega a 42 pontos e fica apenas quatro atrás do líder Cruzeiro.

JOGO

Como toda boa decisão, a partida começou equilibrada, mas não tardou para uma das equipes tomarem as iniciativas do ataque. Não tardou para o Cruzeiro começar a rondar a área de Rogério Ceni. Pouco ameaçado pela zaga do São Paulo, o time mineiro tentava pelos dois lados do campo e chegou a assustar.

O Tricolor só incomodou quando marcou a saída de bola do Cruzeiro. Porém, a boa e rápida movimentação do setor de meio de campo da Raposa envolvia os defensores do São Paulo. O espaço, mesmo reduzido pela marcação, era encontrado e Rogério Ceni, o que mais trabalhou pelo tricolor, teve que se desdobrar para evitar que seu gol fosse vazado em boa finalização de Ricardo Goulart.

Assim como qualquer partida de futebol, nem sempre quem está melhor é quem faz o gol. O São Paulo comprovou isso e o goleiro, ídolo e capitão Rogério Ceni converteu cobrança de pênalti e abriu o placar no Morumbi. No lance, Dedé derrubou Ganso dentro da área e o juiz Leandro Pedro Vuaden não teve dúvidas ao apontar a penalidade máxima.

Dedé, que no intervalo admitiu que deveria ter sido expulso pelo pênalti cometido, não voltou para o segundo tempo. Manoel, no seu lugar, viu duas grandes chances de gol logo no começo da etapa final. Kardec perdeu grande chance e Ceni, novamente, fez boa defesa, agora em chute de Everton Ribeiro.

O toma lá, dá cá no Morumbi se intensificou e o jogo ficou aberto. O São Paulo buscou acertar a marcação e conseguiu suportar as investidas do Cruzeiro. E mais, o time mineiro pagou pela ousadia. Ao tirar Lucas Silva e lançar Dagobeto, Marcelo Oliveira abriu sua equipe, perdeu o meio de campo e viu Alan Kardec ampliar o placar.

Se antes do jogo o estádio são paulino pulsava, com 2 a 0 no placar, houve comoção total. A torcida empurrava o Tricolor para cima e a vitória parecia estar certa. Aos gritos de “olé” e com atuação de gala da defesa paulista, o apito final decretou uma merecida vitória.

Na próxima rodada, o Cruzeiro receberá o Atlético Paranaense no Mineirão. A partida será disputada às 19h30 da próxima quarta-feira. Já o São Paulo terá o duelo contra o Coritiba, às 22h também da quarta-feira.

FICHA TÉCNICA

SÃO PAULO 2 X 0 CRUZEIRO

Local: Morumbi, em São Paulo (SP)
Data-hora: 14/9/2014 – às 16h
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS/Fifa)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (RS) e José Antônio Chaves Franco Filho (RS)
Público/ renda: 58.627

Cartões amarelos: Kaká, Alan Kardec, Alvaro Pereira (SPFC); Dedé, Ricardo Goulart (CRU)

Gols: Rogériio Ceni, aos 34’/1°T; Alan Kardec, aos 25’/2°T

SÃO PAULO: Rogério Ceni, Auro, Rafael Toloi, Edson Silva, Alvaro Pereira; Denilson, Souza, Ganso e Kaká; Alexandre Pato (Michel Bastos, aos 41’/2°T) e Alan Kardec. Técnico: Muricy Ramalho.

CRUZEIRO: Fábio, Mayke, Léo, Dedé (Manoel, intervalo) e Ceará; Nilton, Lucas Silva (Dagoberto, aos 18’/2°T), Éverton Ribeiro e Ricardo Goulart (Júlio Baptista, aos 29’/2°T); Alisson e Marcelo Moreno. Técnico: Marcelo Oliveira.

 

 

Um comentário em “São Paulo bate o Cruzeiro e se aproxima da liderança do Brasileiro

  1. Brilhante a partida do nosso tricolor.

    Notas dos jogadores

    RC – perfeito, hoje – 9
    Auro – protegeu bem a defesa – 9
    Edson Cabeça Silva – MONSTRO – 10
    Tolói – muito seguro – 9
    A. Pereira – inseguro e um pouco cansado, mas se garantiu – 8
    Denilson – paredão – 8,5
    Souza – não foi tão brilhante, mas fez a sua parte – 8
    Kaká – maestro dos maestros, mas perdeu muitas bolas – 9
    Ganso – maestro 2 – 9,5
    Pato – deu a sua quota, mas poderia ter dado 2 assistências e enterraríamos mais 2 gols – 8
    Kardec – oportunista – 9

    Muricy – hoje ele brilhou – 10

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.