A primeira semana de Bauza e a Copinha

Amigo são-paulino, leitor do Tricolornaweb, fechamos a primeira semana de janeiro, quando durante cinco dias Edgardo Bauza teve contato com o elenco e, além do condicionamento físico, até já fez um trabalho tático. Neste primeiro momento ele ainda não contou com Mena e Lugano. Mas esboçou um time que está em sua cabeça, e seria este: Denis; Bruno, Rodrigo Caio, Breno e Carlinhos; Hudson, Thiago Mendes, Michel Bastos e Ganso; Centurion e Kardec.

Entendo que ele tem uma proposta mais defensiva do que tinha Osorio. Mas eu colocaria Breno mais adiantado, como volante, no lugar de Hudson – aliás esta foi a grande sacada de Juan Carlos Osorio – e Rogerio no lugar de Centurion. De resto esta seria minha escalação, lembrando que não temos ainda treinando Mena e Lugano.

Aliás, vamos entender que Lugano será muito importante para o clube. Trará alma, raça e vai chacoalhar no vestiário quem estiver fazendo corpo mole durante o jogo. Mas não será ele quem vai resolver nossos problemas. O elenco permanece o mesmo e não poderemos jogar em seus ombros qualquer fracasso nos torneios que iremos disputar.

Voltando ao nosso novo técnico, Bauza é tido na Argentina como um grande organizador tático. Foi por isso que conseguiu o mérito de levar ao título da Libertadores o San Lorenzo, que tinha um elenco muito fraco e mesmo assim conquistou o campeonato. Por isso estou depositando muita confiança nele.

Continuo preocupado com a falta de contratações e de movimento de nossa diretoria. Como estou dando a trégua necessária à administração Leco, quero crer que tudo está feito na surdina, como deve ser, e que, de repente, teremos bons reforços. Há quem diga, nos bastidores do Morumbi, que até quinta-feira um grande  nome poderá ser anunciado. Eu, particularmente, não tive qualquer confirmação dessa possibilidade.

Enquanto isso tem me agradado muito o time sub-20 do São Paulo, que está disputando a Copinha. Já tinha visto este time jogar na Copa do Brasil e na Copa Ipiranga, ambos os títulos conquistados pelo Tricolor. E agora, na Copinha, o time está sobrando. Verdade que quase foi pego pelo acaso neste domingo, precisando das penalidades para eliminar o fraco Taboão da Serra. Mas foi bom ter acontecido agora, para evitar que a soberba suba à cabeça e o time mantenha os pés no chão.

Desse time que está aí, vejo em condição de subir para o profissional e passar a treinar na Barra Funda o volante Banguele, que tem um estilo de jogar muito parecido com o grande  Chicão; o meia Lucas Fernandes, com uma técnica invejável e que chuta bem de média e longa distância, com ambos os pés; o atante pelos lados David Neres, veloz e agudo, com boa finalização, também, de média distância; e o centro-avante Johanderson, que tem bom posicionamento na área e sabe fazer o pivô para quem vem de trás chutar para o gol.

Também tem me impressionado bastante o trabalho do técnico André Jardine. Esquema tático bem definido, muita rapidez nos contra-ataques, marcação adiantada, viradas de jogo constantes, dando opção para abertura de defesas fechadas. Enfim, é um nome a ser observado e, numa emergência, quando do desligamento do técnico do time principal, ocupar interinamente o cargo, ao invés de Milton Cruz.

Faz tempo que Cotia não dá à Barra Funda algum jogador para ocupar uma vaga no time titular. Mas eu gostaria muito de ver estes quatro jogadores subindo e formando o time principal em alkguns jogos do Campeonato Paulista.

 

4 comentários em “A primeira semana de Bauza e a Copinha

  1. Concordo contigo, Paulo Pontes, quanto aos meninos indicados para subirem para os profissionais. Só ouso acrescentar à sua lista, o Inácio, lateral esquerdo bastante razoável na marcação e ótimo no ataque. Forte, rápido e cruzando muito bem, ele é melhor que, praticamente, todos os outros laterais do tricolor. Espero vê-lo, e aos outros, ainda neste ano jogando pelo nosso time…

  2. Se o Breno for deslocado para a posição de volante jogará o Lucão ou o Lugano com o Rodrigo Caio. Acho que em qualquer hipótese teremos problemas com essas zagas. Minha opinião é jogar com três zagueiros: Rodrigo Caio, Lugano e Breno.
    Quanto ao time da Copa São Paulo não devemos nos basear no último resultado, mas o que me chamou a atenção foi a má escalação do Jardine e a também má qualidade dos zagueiros escalados.
    Um time não entra para jogar contra outro time que concentra todos os esforços na marcação do meio de campo jogando somente com dois meio campistas (Queiroz e Artur) e três zagueiros altos, sem mobilidade e com um péssimo passe.
    Foi isso que o Muricy fez no jogo do Santos contra o Barcelona. Escalou três zagueiros e deixou o meio campo do Barcelona dominar completamente o jogo.
    Também discordo da relação dos jogadores citados para subir. O Joanderson não tem apetite, ele deveria assistir alguns jogos do Aluisio Boi Bandido para ver o que é garra e dedicação. Até agora o jogador que me pareceu mais pronto é o Foguete.
    Enfim, vamos aguardar para formar uma opinião melhor baseada.

  3. Técnico certo na Hora Certa!!!!!!

    Argentino, campeão, vem de uma escola onde o futebol é disputado em alto nível Sério, não fica de mimimi com jogador tenho muita esperança de que vamos apresentar um futebol melhor, não acredito em titulos esse ano ( nem do Paulista), mas não acredito que vamos passar vergonha como no ano passado onde sofremos varias goleadas!!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.