Ponto final na história de Rogério Ceni. Obrigado, M1TO!

Amigo são-paulino, leitor do Tricolornaweb, acaba aqui a história de Rogério Ceni como jogador do São Paulo. Era um dia que eu não gostaria de ver chegar. Mas a vida passa, os anos passam, e um dia chega a hora de parar. E Rogério Ceni, após alguns adiamentos, decidiu encerrar sua carreira.

Foi uma história digna de um atleta correto, beirando a perfeição, plenamente vitoriosa, de amor dedicado a um clube, a uma torcida, como ninguém mais fez.

Rogério Ceni foi gigante debaixo do gol; foi brilhante nas cobranças de falta; foi maestro nas reposições de bola; foi líder nos momentos bons e ruins.

Quem não se comoveu com as preleções que ele fazia no vestiário, antes dos jogos, mostrando ao grupo o peso e a importância do nosso manto? Quem se conteve de explodir com o centésimo gol marcado sobre nosso grande rival dentro do Estado? Quem não se arrepiou ao ver a defesa monumental, gigantesca que ele fez na cobrança de falta de Gerard, do Liverpool, na final do Mundial de 2005?

Rogério Ceni foi recordista em tudo: foram 1237 jogos com a mesma camisa, 131 gols. Conquistou campeonatos Paulista, Brasileiro, Libertadores, Mundial, Conmebol, Sul-Americana, Recopa, enfim, possui títulos de todos os torneios dos quais participou. Foram 23 anos de dedicação integral ao Soberano.

Não sei como serão os jogos daqui para a frente. Acostumado a publicar a escalação do São Paulo, o único nome que eu tinha certeza que jogaria era o primeiro que vinha na lista: Rogério Ceni. Agora esse nome não vai mais aparecer. E no Templo Soberano e Monárquico do Futebol não mais o verei no gol, com a camisa do Soberano.

Rogério Ceni para e passa a fazer parte da história do São Paulo. Lá no topo, como o maior ídolo desta imensa torcida, como o verdadeiro M1TO que nos conduziu a caminhos de glória.

A nós, só cabe aceitarmos a sua decisão, reverenciá-lo como o nosso M1TO e agradecer para sempre tudo o que fez pelo clube que tanto amamos.

Obrigado, muito obrigado mesmo, Rogério Ceni! Para sempre estará em nossa memória e nosso coração.

 

20 comentários em “Ponto final na história de Rogério Ceni. Obrigado, M1TO!

  1. Na’o poderia deixar de reverenciar a esse atleta de primeira linha com dignidade e altives dos grandes entre os grandes, este sim, agradeco de verdade, foi sempre discriminado pela imprensa marron e ate pela selemerda por ter seus conceitos definidos. GRACIAS DON CENI.

  2. Os ídolos vão, o clube fica. Rogério foi grande porque o SP o transformou grande.
    O clube deu-lhe importância e ele, mais que a maioria dos torcedores, reconhece isto e expressou de forma muito feliz este reconhecimento pelo desejo de ter suas cinzas jogadas no Morumbi.
    Foi bom vê-lo jogando debaixo “dos três paus” do nosso time. Foi muito bom vê-lo erguendo todas os troféus que ergueu para nosso orgulho e alegria. Agora, é “bola pra frente”; outros líderes deverão surgir; novos campeonatos serão vencidos, taças erguidas e, nós são-paulinos, continuaremos orgulhosos de nosso time. Isso, é claro, se os cartolas de ocasião não acabarem com nosso SPFC….

  3. ATAÍDE é o simbolo do RIDÍCULO,
    grotesco, lamentável, sinistro, chulé,
    chinfrim, PATÉTICO, incompetente,
    incapaz, ultrapassado, gagá, DEVEDOR ,
    enfim , o 7×1 do futebol sãopaulino .
    Leco, de um pé na bunda desse infeliz !!
    FORA ATAÍDE !!

  4. OBRIGADO por tudo MITO São Paulino NATO , graças a Deus eu puder ver o maior idolo da historia jogar, vendo o jogo ontem é de arrepiar mais de 60 mil quem é peppa e curitians pra levar isso ,,,,,,,,,,OBRIGADO ROGÉRIO CENI

  5. Existem coisas que não dá para acreditar, o Rogério se aposentar é uma dessas coisas…. Obrigado Rogério, obrigado Deus por ter me dado a oportunidade de ver os melhores jogadores de todos os tempos em 1992, 1993 e 2005, sou abençoado… Pena saber que em 2016 não teremos nosso torcedor em campo, perder nossa referência…. O coração está apertado, está sentindo saudades já.
    Valeu Rogério.. Muito obrigado!

  6. falar de Rogério ceni me falta adjetivos para descrever esse cara que é o maior ídolo do soberano ,por isso digo apenas obrigado por tudo .

    hoje o futebol estar mais triste com sua parada .

    momentos que eu jamais vou esquece : a falha na final da libertadores 2006 e a defesa milagrosa do tri-mundial em 2005 .

    abraços a todos os soberanos

  7. Parabéns pelo texto. Sem nenhuma dúvida assim como acontecera após a morte precoz do Ayrton, os domingos já não serão os mesmos para todos nos são-paulinos quando olharmos o gol e não perceber a presença desse gigante entre os 3 paus . Ainda bem que as circunstancias são outras e sem lugar a dúvidas seguramente em qualquer outra função dentro do clube, o M1TO nos seguirá dando alegrias!!
    Vida longa ao nosso Rei!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.