E a desconfiança continua…

Amigo são-paulino, leitor do Tricolornaweb, o São Paulo venceu pelo placar mínimo o São Bento, mas não espantou o clima de desconfiança que ronda o Morumbi. Ao contrário, mesmo com os três pontos, deixou mais um monte de pulgas na orelha da torcida, em razão do péssimo futebol apresentado na noite desta quinta-feira. O time todo deixou a desejar em mais uma partida do Campeonato Paulista, exceção a Rogério Ceni, Michel Bastos, Hudson e Boschilia – os dois últimos entraram no decorrer do jogo e merecem chances contra a Ponte Preta, no domingo.

Uma vez mais fica claro que a questão não passa simplesmente pela troca de peças, mas também pelo esquema de jogo, que continua capenga. No começo do jogo, o time tentou avançar a marcação para pressionar os zagueiros do São Bento, mas a iniciativa parou por aí. No restante da partida, o que se viu foi um número infindável de passes errados, falta de profundidade, lentidão e pasmaceira. A defesa, que ficava exposta sempre que os volantes subiam para tentar dar opção ofensiva aos meias e atacantes, só não sofreu durante os noventa minutos porque o ataque sorocabano é muito ineficiente.

O resultado confirma a liderança do grupo no Estadual, mas é mais uma oportunidade desperdiçada pelos jogadores e técnico de mostrarem uma reação ao marasmo que vem atingindo o clube. Se já foi difícil vencer o São Bento, imagina o San Lorenzo, que é melhor armado e (muito) mais técnico.

A partida contra a Ponte, em Campinas, tem que ser levada muito a sério para que tentemos organizar nosso jogo. Se repetirmos a performance desta quinta-feira contra nosso principal rival pela vaga às oitavas da Libertadores, a chance é grande de uma eliminação precoce.

5 comentários em “E a desconfiança continua…

  1. Mano Menezes para substituir Muricy .
    É o melhorzinho possível e disponível.
    Abel ? Também é fraco e ultrapassado taticamente .
    Cuca ? Não sai da China .
    Estrangeiros ? REALISTICAMENTE quem ?

  2. Tenho que hoje ficou clarissimo o SAOPAULO, ta sem comandante
    e temos na realidade duas republicas, uma do murici, e outra do aidar.
    Murici quer levar do seu jeito, mas na’o treina e o time com seus protegidos
    faz agua,
    Aidar, teoricamente e’ a Dilma da vez, porem, so’ aparece pra falar merda.
    Enta’o, sobra pros torcedores com ingressos karos e time sem perspectivas
    de melhora e principalmente sem CULHO’ES, segundo o Palito, ainda com
    um diretorzinho di merda barrando antigos idolos como Lugano e Ricardo
    o Oliveira, alen de demonstrar claramente ser um ku rinti ANUS contundente,
    tipo o kara mijada,
    Vieram pra arrebentar, mas com nosso querido SAMPAULO.
    Caminhamos para sermos desclassificados em tudo que participarmos, implodirmos pelo fogo que se
    diz “amigo”.
    Ou se toma atitudes, ou vamos virar o que nossos concorrentes foram no passado enquanto eramos odiados por sermos o melhor.
    Agora somos apenas zuados, infelizmente viramos bambys realmente.

    • Essas duas republicas dentro da mesma redoma, esta’o em rota de kolisa’o
      e cada uma delas quer ser dona do pedassso.
      Uma na’o faz sua parte que e’ TRABALHAR com os jogadores dando-lhes condico’es
      de no minimo apresentar um TRABALHO aceitavel, digno, coerente de acordo
      com o que foi proposto quando contratados, sa’o empregados dessa republica.
      A outra, na’o faz o que deveria se feito para uma empresa ser bem administrada
      demitir, isto, apenas isto,
      demitir POR JUSTA CAUSA quem se acha acima de suas funco’es, ainda na’o fazendo o que foi
      acordado em contratos, ainda querendo fazer parecer o contrario.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.