O vexame da Seleção que um dia foi a Canarinho querida

Amigo são-paulino, leitor do Tricolornaweb, estou pasmo até agora com o vexame aprontado pela Seleção Brasileira na Copa do Mundo. Tomar de 7 a 1 numa semifinal, aliás, fosse em qualquer circunstância, é vergonhoso.

Lembro-me daquele 7 a 1 que tomamos do Vasco, em 2001, ou dos 7 a 2 que tomamos da Portuguesa, em 98. Passei meses com vergonha de lembrar do episódio. Só voltei aos campos por ser um grande e imenso apaixonado pelo São Paulo. Mas foi uma vergonha para nós e demorou muito para curar a marca.

O vexame da Seleção Brasileira foi internacional. O mundo parou para assistir um dos maiores clássicos da Terra e viu uma Alemanha triturando o Brasil, precisando de apenas oito minutos para liquidar a partida. E não foi mais porque Davi Luis deu uma entrada dura em Muller como espécie de aviso: “acabou, não dá mais, manera aí”.

Sempre falei que essa Seleção é uma das piores da história recebe do futebol brasileiro. E quanto digo história recente me refiro às que efetivamente vi jogar, de 1970 para cá. Mesmo a de 1990 não era tão ruim. O péssimo era o técnico, fatídico Sebastião Lazzaroni. Esta era Neymar e mais 10. Só não sabia que estes dez e mais um eram tão horríveis.

O técnico Luis Felipe Scolari, totalmente ultrapassado, pensou que conversa e grupo fechado, aliado à Copa ser no Brasil, ganharia o título. Por isso não treinou. E a Seleção pagou em campo com falta de esquema tático e conjunto. Ganhou aos trancos e barrancos de quem era mais fraco e tomou uma humilhante goleada de quem era reconhecidamente mais forte.

Dizem os críticos que lições ficarão para o futebol brasileiro. Concordo em parte. Pensaremos muito em termos de clubes do que fazer para o futebol não sucumbir ao lodo neste período de depressão pós Copa. Mas em termos de CBF nada vai mudar. O escroto José Maria Marin deixará a presidência,  e entrará Marco Polo del Nero, outro escroto que vai continuar afundando o futebol brasileiro.

Triste sina para uma Seleção Brasileira, que um dia foi a Seleção Canarinho que o povo tanto cantava e amava.

5 comentários em “O vexame da Seleção que um dia foi a Canarinho querida

  1. Se Pelé foi bom, já acabou o seu valor em fim a partir de agora ele e todos que fizeram algo pela seleção um dia não passará de um ex-jogador da seleção que foi o maior fiasco da história do futebol. Maradona é mesmo melhor que Pelé e nenhum brasileiro tem direita de discutir futebol e tem mais se pudéssemos zerar as 5 copas que o Brasil conquistou juntamente com o atual fiasco, seria melhor para o brasileiro que gosta de futebol.

  2. Não sou nada, para protestar, mas quem tem voz para isso tipo Romario,
    tambem nao consegue, e tenho e sempre tive a mesma opiniao,
    os karas que mandam mandam mesmo, e ainda tem a conivencia do povo e
    do governo, então, que fique como esta estarei me lixando mesmo.
    A fifa veio aqui, nos humilhou inclusive mandando mais do que os
    que dizem nos governar, e aceitamos como cornutos,
    e ficara por isso mesmo, a mala de $$$ eles leverao,
    com toda dignidade, beleza, foi isso que estava escrito nas entrelinhas
    e aceitaram, entaõ.
    Circo e pao, pao e circo garante a estabilidade,
    seremos sempre patriotas a cada quatro anos, isso e´ garantido,
    somos mesmo assim.
    O que deveria mudar nunca mudara, que venha o bandidasso del nero,
    ainda e´ pouco.
    Ganhe quem ganhar, ainda bem que essa selemerda levou de SETE,
    os coitado de 50, sao execrados ate no alem, nao precisamos execrar
    os jogadores atuais, mas os kartolas sim.

  3. Que é a pior eu já falo desde a primeira convocação do felipão, que nunca foi treinador em lugar nenhum e ainda Parreira um pré- histórico ultrapassado arrogante, e ainda carrega uma demissão em plana copa pelos árabes,tudo tinha pra dar errado. O pior de tudo isto que a imprensa brasileira jamais questinou esta horrenda convocação de jogadores muito mais de empresários do que titulares de grandes times… Não pode admitir que Ganso, Luiz fabiano,Robinho, KAKA. Ronaldinho gaúcho,Pato, sejam, pior do que Bernard, JÔ, E FRED, só na cabeça desta comissão técnica…

  4. Enquanto a estrutura do futebol continuar a mesma, com a anuência dos clubes; enquanto os clubes não cobrarem de seus profissionais – jogadores, comissões técnicas e principalmente os TÉCNICOS; enquanto entes técnicos não se reciclarem e com humildade assumirem seu atraso futebolístico, nosso repertório de vergonha não parará por aqui.
    Já foram 2: Barcelona x Santos e agora Brasil x Alemanha.
    Que Deus nos ajude

  5. Está na hora do Brasil aprender um pouco com Low, Guardiola, Sampaoli e triturar técnicos ultrapassados e fanfarrões como Scolari, Luxemburgo, Muricy, Mano, entre tantos outros, que são queridinhos de alguns setores da imprensa que protegem suas vergonhosas carreiras recentes.
    Ficou mais do que provado que futebol é trabalho. Não no discurso vazio, mas sim em treinamentos diários e no estudo do futebol e dos adversários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.