Vitória no sufoco, mas muito importante

Amigo são-paulino, leitor do Tricolornaweb, o São Paulo conseguiu uma vitória suada aos 45 minutos do segundo tempo, sobre o Atlético Mineiro, com falha gritante do goleiro atleticano. Mas foi de suma importância na nossa caminhada no Brasileiro.

O primeiro tempo do São Paulo foi muito bom. Com toque de bola envolvente, jogadas rápidas, marcou o primeiro gol aos 10 minutos, em jogada da dupla Osvaldo e Luis Fabiano, os dois melhores do time nesta noite de sábado, e continuou dominando a partida. O Atlético estava sufocado em seu campo. O problema é que as oportunidades surgiam e eram desperdiçadas, principalmente pela total falta de vontade de Pato e erros em arremates de fora da área.

No segundo tempo o time caiu muito de produção. Maicon foi substituído, com dores na coxa, e Denilson não deu a mesma qualidade de saída de jogo que seu antecessor. O Atlético passou a atacar muito em cima de Reinaldo e pressionar. Mesmo assim o jogo estava administrado.

Muricy preparava outra substituição. Iria colocar Paulo Miranda, só não sei no lugar de quem. Então saiu o gol do Atlético. Muricy desfez a substituição e deixou o jogo seguir.

Pato continuava ausente e acabou substituído por Pabon. Ele saiu de campo sob grande vaia. Aliás, a torcida vaiou Pato com a mesma intensidade que pediu Lugano, quando o Tricolor tomou o gol de empate.

Quando parecia que não haveria mais jeito, o goleiro adversário colaborou e tomou um frango danado, em cobrança de falta de Pabon.

A vitória nos colocou no G4. Poderemos até sair no final de semana. Mas estaremos, no máximo, a três pontos do líder e no bolo de cima. E cabe lembrar que enfrentamos uma sequência difícil de jogos. Foram os dois mineiros, os três cariocas, um gaúcho e um clássico. De times considerados mais fracos foram só os dois paranaenses. E estamos na parte da frente da tabela.

Levando-se em conta que quando o Brasileiro voltar teremos os catarinenses e baianos, além do Sport, vamos convir que podemos nos considerar vivos na disputa do título.

 

9 comentários em “Vitória no sufoco, mas muito importante

  1. Vitório no sufoco e com a cara do Murici: muita sorte; time bagunçado em campo, a partir dos 20 minutos do primeiro tempo, e uma grande ajuda da arbitragem, que tirou a vitória do time atleticano, quer queiramos ou não . . .
    Concordo que não tem nenhum time no campeonato com jogadores melhores que os do SP; acho, também, que estamos, sim, na luta pelo título. Só temo a paralisação para a Copa porque todas as vezes em que o Murici teve muito tempo para treinar o time, este voltou pior, e perdeu importantes partidas (é só lembrar a final da Libertadores, perdida para o Inter RS, quando o Celso Roth – pasmem – foi contratado porque garantiu que ganharia do SP, e os jogos da sul-americana do ano passado).
    Mas parece que, neste ano, o “Imponderável da Silva” está do nosso lado; e daí, estamos na luta pelo título . . .

    • Na final contra o Inter, acho que o técnico do Inter era o Abel Braga. O fato a que se refere deve ser a Libertadora de 2010. Mas daí não era o Muricy o técnico e sua referência se perde. ..
      Em 2010, Inter e São Paulo passavam pelo mesmo problema: técnicos incompetentes. No São Paulo, se me lembro bem, era o “francês” Ricardo Gomes. O cara já vinha mal, mas bastou vencer o Inter pelo brasileiro para a diretoria mante-lo no cargo. No Inter era um argentino. Os gaúchos aproveitaram a pausa para demiti-lo, não trocaram por causa de uma garantia de vitória do Roth….

      • Perfeito, Humberto!
        Desculpem minha falha. Na paralisação de 2010 realmente o Murici já tinha deixado o SP e o técnico do Inter campeão sobre o SP era, mesmo, o Abel Braga.
        Ainda assim, nas vezes em que o Murici “descansou” o elenco para treina-lo – semi-final da sul-americana e campeonato paulista deste ano, o resultado não foi dos melhores. Espero que isso não se repita nesta parada para a Copa (nem que me volte a enganar com informações e passa-las erradas para frente).
        De qualquer forma, obrigado pela correção.
        Um abraço . . .

  2. Paulo, estamos vivos e muito! Nossa sequência agora de cinco jogos é só contra babas, talvez com exceção do Goiás. É pra fazer 15 pontos e arrancar.
    Tomara que o Muricy consiga trabalhar bem o time nessa pausa, focar os caras e consertar a defesa, esse ano dá pra brigar pelo título.

  3. Caiu do ceu.
    Temos conseguidos resultados importantes sem merecer.
    Futebol e’ mesmo estranho.
    Estranho nao e’ ter essa zaga loka, medonha, horrivel,
    nao tem RC que aguenta.
    ESpero que acertem a contratacao de zagueiros e
    mais um na direita porque esse dougrassss, e’ isso ai mesmo.

  4. Olá Paulo. Boa noite. Já há algum tempo assisto as jogos com um olhar um pouco menos crítico em relação ao nosso time. Assim dá para ver nosso adversário de uma maneira diferente.
    Agora, que time é esse do Galo que tanto temíamos? Qual time no Brasil é infinitamente superior ao nosso?
    Claro que precisamos acertar a defesa, mas, somos tão ruins quanto imaginamos??
    As vezes, acho que a torcida – e me incluo nisso – exige demais, esperando coisas impossíveis.
    Estamos com o mesmo número de pontos do poderoso Cruzeiro e o time deles é só elogio.
    Abs.
    PS: vou de Uruguai nesta Copa. Mesmo com a família me cornetando.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.