A dúvida entre Paulo Miranda e Paulo Assunção

Amigo são-paulino, leitor do Tricolor na Web, o técnico Ney Franco encerra nesta quarta-feira a preparação do time que vai enfrentar o Botafogo amanhã, pelo Campeonato Brasileiro. E carrega uma dúvida a ser desfeita: retorna ao 3-5-2, ficando com Paulo Miranda no time, ou mantém o 4-4-2, permanecendo Paulo Assunção?

São dois Paulos brigando por um lugar, já que Cortez volta ao time, e este Paulo aqui vos fala: para mim fica Paulo Miranda e o time se recompõe no 3-5-2. Explico:

– A dupla de volantes, em minha opinião, será formada por Wellington e Denilson. Só que Wellington está preparado para, no máximo, 45 minutos. Portanto seria arriscado demais colocá-lo no início do jogo. Com Wellington, imagino o time atuando no 4-4-2, pois o poder de marcação à frente da área aumentaria e dispensaria um terceiro zagueiro.

Com essa minha colocação os senhores podem perceber que minha confiança em Paulo Assunção beira o zero, pois prefiro Paulo Miranda no time titular. E, vamos convir, ele não decepcionou nas três partidas em que atuou, principalmente porque foi improvisado na lateral direita e, depois, na esquerda. Formando a linha de zaga com Paulo Miranda pela direita, Rhodolfo pela esquerda e Rafael Toloi na sobra podemos abrir mão da dupla de volantes rigorosamente marcadora e atuar com Denilson, os dois alas, Jadson e mais um meia, provavelmente Cícero, já que Maicon está suspenso.

Seja um Paulo ou seja outro, o fundamental é vencermos o Botafogo amanhã, no Morumbi. Teremos três jogos pela frente onde nove pontos são fundamentais se ainda almejarmos alguma coisa boa nesse Brasileiro: amanhã, contra o Botafogo, domingo contra o Bahia, em Salvador; e na outra semana contra o Internacional, no Morumbi. Sem contar que, na sequência, enfrentaremos o Santos, na Vila Belmiro, sem Neymar, que estará na Seleção Brasileira. E sua ausência será muito mais sentida aos santistas do que Lucas aos são-paulinos.

A hora da arrancada é esta, principalmente por estarmos embalados e com moral elevada após a grande virada de domingo.

Então, à vitória, Tricolor!

Um comentário em “A dúvida entre Paulo Miranda e Paulo Assunção

  1. Independente de qual Paulo seja, acho que o time tem de jogar no 3-5-2, é o esquema que passa confiança.

    Temos dois alas fracos na marcação e ótimos no ataque, não da pra jogar assim com 2 zagueiros apenas.

    Talvez o Paulo Miranda consiga sair bem jogando como um falso lateral direito, deixando a marcação para Wellington e Denilson, e liberando Cortez e Douglas para o ataque.

    Lembrem-se, o São Paulo fez muito isso com Fabão cobrindo o lateral, liberando Cicinho e Junior ao ataque.

    O 4-4-2 vai amarrrar os alas, que não poderão atacar, e certamente irão falhar na marcação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.