Tropeços colocam liderança do São Paulo sob ameaça

Líder do Campeonato Brasileiro desde o início de dezembro, o São Paulo joga no próximo fim de semana contra o Athletico, fora de casa, pela 30ª rodada, com a posição sob ameaça pela primeira vez em pouco mais de um mês.

A possibilidade é resultado dos tropeços recentes do São Paulo e de uma arrancada do Internacional.

Nos últimos cinco jogos no torneio, o São Paulo perdeu três (Corinthians, Bragantino e Santos), enquanto os gaúchos venceram todos.

O Inter, vice-líder, pode tomar a ponta do Brasileirão do São Paulo caso vença o Fortaleza em casa e o atual líder perca em Curitiba – precisa também tirar uma diferença de quatro gols de saldo a favor dos tricolores.

Hoje o São Paulo lidera o Brasileiro com 56 pontos, três a mais que o Inter. Além disso, tem mais vitórias (16 a 15) e melhor saldo de gols (22 a 18).

A equipe de Fernando Diniz assumiu a ponta do campeonato no dia 3 de dezembro, quando venceu o Goiás em jogo atrasado da 1ª rodada. Naquele momento, chegou aos 44 pontos, dois a mais do que o Atlético-MG.

A rodada seguinte, a 24ª, foi a única, desde então, em que o São Paulo jogou sob o risco de perder a liderança. Mas venceu o Sport em casa, viu o Atlético-MG empatar com o Inter e abriu quatro pontos dos mineiros – esse foi o último jogo sem vitória dos gaúchos, que estavam na sexta colocação.

Três dias depois, o São Paulo recebeu o Botafogo, em outro jogo atrasado, goleou por 4 a 0 e disparou com sete pontos de vantagem – a maior diferença que abriu no campeonato e que se repetiu ao vencer o Fluminense, na 27ª rodada, a última disputada ainda em 2020.

Desde então, o time comandado por Fernando Diniz não venceu mais. Primeiro, caiu na semifinal da Copa do Brasil, eliminado pelo Grêmio. Depois, duas derrotas seguidas no Brasileiro: 4 a 2 para o Bragantino, 1 a 0 para o Santos. O Inter venceu o Goiás e o Ceará e encostou.

A pressão gerou reação no São Paulo: na última terça-feira, na reapresentação do elenco, o coordenador de futebol, Muricy Ramalho, reuniu os jogadores em um dos campos do CT da Barra Funda para uma conversa – segundo o clube, um papo para motivar os atletas.

Contra o Athletico, Diniz terá a volta do zagueiro Bruno Alves, que esteve suspenso contra o Santos. Ele deve formar a zaga com Arboleda. A dúvida ainda é se Luciano, artilheiro do time no Brasileiro com 12 gols, terá condições de jogo. O atacante tem uma inflamação na perna e não joga desde a vitória sobre o Fluminense. Ele ainda não treinou em campo nesta semana.

 

Fonte: Globo Esporte

Um comentário em “Tropeços colocam liderança do São Paulo sob ameaça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.