SP faz novembro quase perfeito e confia em boa fase para o final do ano

No último sábado (28), o São Paulo venceu o Bahia, jogando na Arena Fonte Nova, por 3 a 1, e encerrou novembro de forma positiva. O mês serviu de reafirmação para o Tricolor, que foi eliminado de forma cruel na Copa Sul-Americana, mas avançou na Copa do Brasil e segue vivo na luta pelo título do Campeonato Brasileiro.

O mês caminhava para ser de pressão sob o elenco, principalmente pela eliminação precoce na Copa Sul-Americana. Os brasileiros fizeram o improvável, reverteram o placar contra o Lanús, mas os argentinos conseguiram o gol salvador nos minutos finais no Morumbi.

Antes da eliminação, o São Paulo visitou o Flamengo pelo Brasileirão. Naquela ocasião, Tiago Volpi defendo duas penalidades e os paulistas venceram os cariocas por 4 a 1.

Contudo, quis o destino que essas duas equipes se enfrentassem na Copa do Brasil, com um ingrediente especial: Rogério Ceni tinha acabado de assinar contrato com o Flamengo e faria sua estreia no duelo de ida.

Apesar dos importantes desfalques (Rodrigo Caio e Pedro), o Rubro-Negro era o favorito para avançar. No entanto, o São Paulo entendeu a importância do confronto e venceu os rivais com duas vitórias contundentes.

A classificação foi a injeção de ânimo que o time precisava, e dois personagens se destacaram no mês: Fernando Diniz e Luciano.

O técnico, contestado, deu um padrão de jogo ao time e caiu nas graças da torcida pelos bons resultados, recebendo pela primeira vez em mais de um ano no clube o apoio da maioria dos torcedores.

O sucesso de Diniz está atrelado às atuações decisivas de Luciano. Ao longo de novembro, o atacante balançou as redes oito vezes e mostrou ser peça fundamental para o ataque do time. Após a 23ª rodada do Brasileirão, ele entrou na disputa pela artilharia da competição, quatro gols atrás do artilheiro Thiago Galhardo.

O São Paulo fechou o mês de novembro com aproveitamento de 85%, vencendo sete das nove partidas disputas, marcando 23 gols e sofrendo apenas 11. Ainda, embalou boa sequência no Brasileirão e está um ponto atrás do Atlético-MG, líder do torneio, com dois jogos a menos.

O Tricolor se apoia nos números positivos para manter o ritmo em dezembro, que será de suma importância para a equipe. Além dos dois jogos atrasados restantes (contra Goiás e Botafogo), o Tricolor enfrenta Corinthians e Galo no Brasileirão e fará os duelos da semifinal da Copa do Brasil contra o Grêmio, que também vive ótimo momento na temporada.

CONFIRA OS JOGOS DO SÃO PAULO EM NOVEMBRO:

1/11 – Campeonato Brasileiro: Flamengo 1 X 4 São Paulo
4/11 – Copa Sul-Americana: São Paulo 4 X 3 Lanús
7/11 – Campeonato Brasileiro: São Paulo 2 X 1 Goiás
11/11 – Copa do Brasil: Flamengo 1 X 2 São Paulo
14/11 – Campeonato Brasileiro: Fortaleza 2 X 3 São Paulo
18/11 – Copa do Brasil: São Paulo 3 X 0 Flamengo
22/11 – Campeonato Brasileiro: São Paulo 1 X 1 Vasco
25/11 – Campeonato Brasileiro: Ceará 1 X 1 São Paulo
28/11 – Campeonato Brasileiro: Bahia 1 X 3 São Paulo

 

Fonte: Lance

2 comentários em “SP faz novembro quase perfeito e confia em boa fase para o final do ano

  1. O nosso time ainda não inspira Seguranca. Não sei bem porque, mas não consigo confiar 100% (torço 100% e estou fechado com o Diniz).
    Talvez pelo histórico recente de desclassificações e vexames, talvez pelo esquema com essa saída de bola suicida, talvez pelo histórico do Diniz que nunca ganhou nada, sei lá.
    Sei que chega a ser injusto, estamos na semi da copa do Brasil e muito bem no brasileiro, mas não da para confiar.
    Em outros tempos, nessa sequência contra Goias, Sport e Botafogo, teríamos certeza de 9 pontos.
    Mas hoje eu não sei.
    Estou na torcida para obtermos os 9 pontos, abriremos distância na liderança e talvez, com essa vantagem, jogaremos com confiança e não mais perderemos pontos preciosos contra times da parte de baixo (vide Vasco e Ceará, onde perdemos 4 pontos).
    Talvez não tenhamos confiança porque o elenco é muito curto, temos cerca de 14 jogadores “titulares” somente e suspensões ou contusões podem destruir o esquema.
    Talvez a insegurança venha por termos jogadores que são insubstituíveis no esquema de hoje, não temos reservas a altura para o Volpi, Reinaldo, Daniel Alves, Luan, Gabriel Sara, Luciano e Brenner. Quando um desses não joga o São Paulo desmonta.
    Eu acho que temos que torcer, ajudar, fechar com o Diniz e o time e acreditar !
    Eles estão trabalhando, correndo e reconheço que nesse time não tem chinelinho.
    Os moleques da base são dedicados, são são-paulinos e os veteranos do elenco ajudam e muito.
    Acho que chegou a nossa vez de novo.
    Somente ganhando, levantando título que passaremos por essa desconfiança.
    O próprio Diniz também, sem título nunca será um treinador de ponta, será sempre uma aposta.
    Eu acredito e torço muito que em um desses dois campeonatos, quiçá os dois, teremos títulos.
    Mas confio, desconfiando.
    Esse é o tricolor de hoje

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.