São Paulo vive boa fase ofensiva e tem números superiores aos de 2019

O São Paulo terminou a temporada de 2019 com 56 gols marcados. Foram os piores números ofensivos de sua história. Em 2020, porém, a situação é bem diferente. Com 23 gols, a equipe comandada por Fernando Diniz tem média bastante superior à do ano passado.

Nos 14 jogos disputados nesta temporada, o Tricolor chegou à marca de 1,6 gol por partida. Para efeito de comparação, nos 60 jogos de 2019, o São Paulo teve média de 0,93 gol por duelo.

Nos primeiros 14 jogos da temporada passada, o número também foi inferior ao apresentado atualmente. Naquela ocasião, foram 13 gols marcados, média de 0,92 gol por jogo.

Com os três gols feitos no último domingo, na vitória por 3 a 1 diante do Guarani, o São Paulo se tornou o melhor ataque do Campeonato Paulista, com 19 gols. A última vez que o clube terminou um torneio com esse posto foi em 2017, quando fez 32 gols no Paulistão. No Campeonato Brasileiro, a última vez foi em 2006, com 66 gols.

A boa fase do setor ofensivo do São Paulo passa muito pelos atacantes. Alexandre Pato, Pablo e Vitor Bueno participaram de mais da metade dos gols da equipe no ano, seja com assistências ou gols marcados.

Pablo

Cinco gols e duas assistências
Alexandre Pato:

Quatro gols e duas assistências
Vitor Bueno:

Quatro assistências

Outra peça fundamental nesse esquema é Daniel Alves. Atuando como segundo volante, o camisa 10 aparece diversas vezes dentro da área e perto dos atacantes para dar o passe final. Ele divide a artilharia do time com Pablo (cinco gols cada).

Com a saída de Antony para o Ajax, Fernando Diniz definiu a escalação com Pablo, Pato e Vitor Bueno como os titulares no ataque. Everton, Helinho, Paulinho Boia, Gonzalo Carneiro e Brenner brigam por uma posição.

Nesta quarta-feira, o ataque é a aposta do São Paulo para avançar à semifinal do Campeonato Paulista. Às 19h, o Tricolor encara o Mirassol, no Morumbi, pelas quartas de final.

O provável time para o duelo tem: Tiago Volpi, Juanfran, Bruno Alves, Arboleda e Reinaldo; Tchê Tchê, Daniel Alves e Igor Gomes; Vitor Bueno, Pablo e Alexandre Pato.

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.