São Paulo encara Corinthians com vantagem inédita sobre o rival

O São Paulo tem um favoritismo inédito para derrubar o tabu de nunca de ter vencido o Corinthians na Neo Química Arena, local do clássico de domingo, às 18h15, pela 25ª rodada do Brasileiro. Isso levando em conta um critério objetivo, a diferença de pontos entre as duas equipes.

A vitória da última quarta-feira sobre o Botafogo, em casa, ampliou a vantagem do São Paulo sobre o Corinthians na tabela do Brasileiro para 20 pontos, a maior às vésperas do clássico desde 2014, quando a nova casa alvinegra foi inaugurada para a Copa do Mundo. O levantamento é do Espião Estatístico.

Até então, a maior vantagem tricolor tinha sido em 2018, 18 pontos, quando o São Paulo era o quarto colocado com 57 pontos, e o Corinthians era o 12º, com 39 pontos. Daquela vez, porém, a diferença não se refletiu no resultado, e o jogo em Itaquera terminou empatado em 1 a 1.

A única vez que os dois times se enfrentaram na Neo Química Arena com diferença superior à atual, o Corinthians era quem estava melhor posicionado, com 77 pontos, 21 a mais do que o São Paulo.

A equipe então comandada por Tite fez valer essa superioridade sem deixar questionamentos: mesmo com time reserva, atropelou o São Paulo por 6 a 1 no jogo em que recebeu a taça de campeão nacional daquela temporada.

Mas não é só a diferença de pontos na tabela que coloca a equipe de Fernando Diniz como favorita no clássico de domingo. O São Paulo, que pela primeira vez enfrentará o Corinthians na casa do rival como líder do Brasileiro, é o melhor visitante deste campeonato.

O time conquistou 22 de seus 50 pontos fora de casa, com seis vitórias, quatro empates e duas derrotas.

Já o Corinthians, por sua vez, faz campanha ruim em sua casa neste torneio: 14 pontos em 11 jogos, com mais empates (cinco) do que vitórias (três), além de três derrotas.

O São Paulo nunca venceu o Corinthians em Itaquera. Desde a inauguração do estádio, há seis anos, foram 12 jogos, sendo nove derrotas e três empates. O time tricolor marcou apenas 10 gols e sofreu 25.

 

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.