São Paulo de Diniz faz força-tarefa para ajudar Pablo a reencontrar os gols

Antes pressionado, o São Paulo venceu e convenceu na segunda rodada da Copa Libertadores. O time, que tinha estreado com a derrota no torneio continental, ganhou da LDU por 3 a 0 e fez, para muitos, a sua melhor partida na temporada. Mas nem todos deixaram o Morumbi totalmente aliviados. Longe de viver os seus melhores dias, Pablo é questionado por uma sequência de nove partidas sem balançar as redes. O camisa 9, porém, conta com o apoio de uma espécie de força-tarefa montada pelo elenco e o técnico Fernando Diniz.

O treinador tenta utilizar a mesma estratégia adotada com Alexandre Pato — que também foi alvo de críticas, deu a volta por cima e agora já tem quatro gols em nove partidas. Antes de Pato desencantar, no triunfo por 4 a 0 sobre o Oeste, por exemplo, Diniz conversou com o camisa 7 para tranquilizá-lo e dar o seu recado.

Além do trabalho diário no CT da Barra Funda, o comandante dedica boa parte do tempo para falar com os seus pupilos. A ideia é entender melhor o momento de cada um e tentar descobrir uma maneira para ajudar.

“O Pablo é um grande jogador, foi contratado pelo São Paulo porque fez temporada magnífica no Athletico-PR. Ele está passando por um momento que vai acabar. A gente ganhando facilita. Estou com ele, a torcida acabou compreendendo por conta da vitória. Conforme o coletivo estiver andando, esse momento do Pablo vai acabar”, disse Diniz.

Os integrantes da comissão técnica também seguem esse caminho. Não é raro ver o atacante conversar com as pessoas do departamento de futebol, que tratam a situação de modo natural.

Os jogadores demonstram o seu apoio ao colega no dia a dia. No duelo com a LDU, por exemplo, ele entrou na segunda etapa na vaga de Vítor Bueno. Nos 16 minutos em que esteve em campo, chegou perto de fazer o seu, mas não teve êxito. Após a conclusão do lance, recebeu o afago dos companheiros, como o zagueiro Bruno Alves.

Líder do Grupo C do Campeonato Paulista, o São Paulo enfrenta o Santos amanhã (14), no Morumbi. A partida pode ser mais uma chance para Pablo, que balançou as redes pela última vez no dia 22 de janeiro, contra o Água Santa.

 

Fonte: Uol

2 comentários em “São Paulo de Diniz faz força-tarefa para ajudar Pablo a reencontrar os gols

  1. Infelizmente, não acho que a dificuldade de fazer gols não seja apenas um momento.
    Me perdoe o escritor do comentário por não ter gravado seu nome, mas tem sido comentado e domonstrado aqui no Site o número de gols marcado em sua carreira e, acreditando como verdadeira a informação, acho que muuuito pouco para a bala que ele ganha e a que foi paga por ele.
    Talvez esteja na hora de tentar outra posiçao tática pro jogador para, quem sabe, melhorar sua performance, mesmo que não seja na marcação de gols, que não teve ser seu forte, mas, pelo menos, na ajuda aos companheiros para fazê-los, diminuindo, assim, o preju. . .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.