São Paulo completa um mês sem vencer; sequência é a pior com Diniz

O São Paulo vive uma má fase dentro de campo. Com o empate contra o Coritiba por 1 a 1, fora de casa, pelo Brasileirão, o clube chegou a sete jogos sem vencer e completará um mês sem triunfos no dia seis de outubro. A última vitória do Tricolor foi sobre o Fluminense, por 3 a 1, no Morumbi, na oitava rodada do Brasileiro.

Desde então, foram sete jogos, com cinco empates e duas derrotas, juntando Libertadores e Campeonato Brasileiro. O Tricolor perdeu para LDU (4 a 2) e River Plate (2 a 1) e teve igualdades diante de Red Bull Bragantino (1 a 1), Santos (2 a 2), River Plate (2 a 2), Internacional (1 a 1) e Coritiba (1 a 1).

Essa é a pior sequência na ‘Era Fernando Diniz’. A pior sequência da equipe havia sido em novembro do ano passado, quando o Tricolor perdeu para o Fluminense e Athletico-PR, em casa, e empatou com Santos e Ceará fora.

Sob pressão da torcida, que protestou no CT da Barra Funda antes do empate deste domingo, Diniz disse que está incomodado com a falta de resultados.

– O protesto da torcida é legítimo, não teve violência. Estão insatisfeitos com os resultados que a equipe vem apresentando e internamente isso vem sendo bem trabalhado. Não tem influência nenhuma no desempenho do time. O que me incomoda é a gente não conseguir vencer os jogos. Treinador de futebol tem que estar preparado para tudo, para todo tipo de pressão. O que me incomoda é a gente não conseguir vencer as partidas e dar alegria para o nosso torcedor – afirmou Diniz.

O Tricolor tentará voltar a vencer na próxima quarta-feira (07), quando enfrenta o Atlético-GO, às 20h30, no Morumbi, pelo Brasileirão.

 

Fonte: Lance

5 comentários em “São Paulo completa um mês sem vencer; sequência é a pior com Diniz

  1. Especulam Diego Aguirre , mas esquecem que o time do Aguirre tambem empatava muito , o final da passagem dele tambem foi melancolico 8 jogos sem vencer empates em casa com America MG , Fluminense , derrota pro Palmeiras , empate com Flamengo .

    • Mas vamos lembrar? Ele tinha um elenco justo, sem sobra. Nenê, Diego Souza e Everton e mais nada. O time não suportou a sequência por falta de perna.
      Não dá nem pra comparar. Aliás, não dá para comparar Diniz com ninguém porque Diniz nem técnico é. Na situação que estamos, qualquer técnico serve porque estamos sem técnico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.