São Paulo aposta em conteúdos digitais por exposição perdida e engajamento

Abril seria um mês de grande exposição para o São Paulo, com os mata-matas do Paulista, possibilidade de clássicos decisivos, uma final e, quem sabe, um título que o clube não vence há 15 anos. A pandemia de Covid-19 mudou o cenário, paralisou o torneio e escondeu as marcas que patrocinam o uniforme da equipe.

Não só no Morumbi, mas também em outros clubes, há o temor de que as empresas que investem no futebol abandonem as parcerias diante de uma crise econômica que se avizinha.

Sem jogos e longe das câmeras de televisão, o meio mais desejado pelas empresas que pagam para que suas marcas sejam colocadas nos uniformes, o São Paulo busca alternativas para compensar os patrocinadores.

A aposta principal é nas plataformas digitais do clube.

Desde que a pandemia levou a Federação Paulista de Futebol a paralisar o campeonato, há mais de uma semana, o São Paulo reforçou atuação nas redes sociais em busca de engajamento com torcedores.

Além disso, a SPFC TV, o canal tricolor no YouTube, lançou dois novos produtos: o “Bom Dia, Tricolor”, noticiário do clube, e o “Alô, Tricolor”, de entrevistas com atletas que teve a primeira edição na última terça-feira com uma conversa com o atacante Pablo.

Nos programas, todos os patrocinadores do São Paulo têm suas marcas expostas – ainda que os “pacotes” de cada incluam propriedades de exposição diferentes.

O clube também investiu na criação de um podcast próprio. A primeira edição, no ar desde a última quinta-feira, teve a participação do técnico Fernando Diniz – que deu entrevista de casa, como pregam as autoridades de saúde.

A manobra tem sido bem vista pelos parceiros do São Paulo, segundo pessoas do clube. Das 13 empresas que são apresentadas como patrocinadoras no site do clube, só uma teria indicado dificuldade de honrar pagamentos nos próximos meses.

Patrocínio máster

Um dos focos do São Paulo em meio à pandemia está na renovação do patrocínio máster com o Banco Inter. O acordo entre as partes vai até o dia 30 de abril deste ano e havia expectativa de um aumento nos valores. As negociações estavam em andamento, mas diante do cenário vivido, foram interrompidas.

A renovação com o Banco Inter também está vinculada à permanência da MRV Engenharia nas omoplatas da camisa do Tricolor. O acordo entre as empresas e o clube do Morumbi ocorre desde 2017.

As conversas entre clube e empresa devem ser retomadas nos próximos dias para que seja selado o acordo. O patrocinador constantemente faz interações nas redes sociais com a marca do São Paulo.

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.