Santos, com dez, goleia o São Paulo, com 11

Mesmo jogando boa parte do clássico com um a menos em campo – o volante Alison foi expulso, no final do primeiro tempo -, o Santos conquistou uma importante vitória diante do São Paulo, por 3 a 0, na noite desta quarta-feira, na Vila Belmiro. Edu Dracena, Thiago Ribeiro e Léo marcaram os gols do triunfo do Peixe, no reencontro com o técnico Muricy Ramalho, demitido no fim de maio do clube praiano.

Os santistas pularam para o sexto lugar do Campeonato Brasileiro, com 36 pontos ganhos. Já o Tricolor Paulista segue na 16ª posição da Série A, com 27 pontos.

Na próxima rodada, os alvinegros visitam a Portuguesa, domingo, às 18h30 (horário de Brasília), no Canindé. Enquanto isso, os são-paulinos recebem o Vitória, no sábado, a partir das 21 horas (horário de Brasília), no Morumbi.

O jogo –A primeira boa jogada da partida foi do Santos. Aos três minutos, o meia Cícero se livrou da marcação e arriscou de longa distancia, mas a bola saiu ao lado do gol de Rogério Ceni, sem oferecer maior perigo ao camisa 1 do São Paulo.

A resposta dos visitantes veio aos oito, quando o lateral-direito Douglas cruzou para a área, buscando Luis Fabiano. O centroavante bateu de primeira, exigindo grande defesa do goleiro Aranha, salvando o Peixe de sair atrás no placar.

Depois de uma sequência de três escanteios consecutivos a seu favor, a equipe praiana abriu o placar. Aos 22, o meia Leandrinho cobrou o tiro de canto com precisão, para a cabeçada firme do zagueiro Edu Dracena: 1 a 0 para os santistas.

No minuto seguinte, os alvinegros quase marcaram o segundo gol, mas Rogério Ceni defendeu um forte arremate do atacante Thiago Ribeiro, salvando os são-paulinos.

O Tricolor Paulista tentou responder aos 27, mas o volante Wellington bateu à direita do gol de Aranha, após receber a bola do meia Jadson.

O Santos também esteve perto do segundo gol quando, aos 34, Thiago Ribeiro driblou a marcação e chutou rasteiro, de fora da área. Sem precisão, a bola saiu à direita da meta de Ceni.

No final do primeiro tempo, o Peixe ficou com um jogador a menos em campo. O volante Alison fez falta dura em Douglas, recebendo o cartão vermelho, aos 42.

Antes do intervalo, o São Paulo quase empatou. Aos 47, o volante Rodrigo Caio exigiu boa defesa de Aranha e Douglas não aproveitou o rebote, chutando por cima do gol santista.

Na volta para a etapa complementar, os visitantes tentaram exercer uma pressão, mas o time praiano soube aproveitar os contra-ataques e chegou ao seu segundo gol. Aos 14, Thiago Ribeiro bateu no canto esquerdo de Rogério Ceni, após receber bom passe de Cicinho, estufando as redes são-paulinas.

Em desvantagem, o técnico Muricy Ramalho colocou os tricolores no ataque. O zagueiro Edson Silva saiu para a entrada de Aloísio, aos 16. O atacante Osvaldo também deixou o gramado, com Lucas Evangelista sendo o seu substituto.

Com as mudanças no São Paulo, o treinador santista, Claudinei Oliveira, também resolveu mexer na sua equipe. O atacante Everton Costa entrou no lugar de Leandrinho, aos 22. Três minutos mais tarde, Thiago Ribeiro saiu para a entrada do veterano Léo, fortalecendo o setor de meio-campo. Pouco depois, do lado visitante, Maicon substituiu Jadson.

Nos últimos minutos, os alvinegros ainda alcançaram o terceiro gol. Aos 44, Léo aproveitou cruzamento preciso de Cicinho, escorando a bola para o fundo das redes e decretando o placar final do clássico: 3 a 0 para o Santos.

 

FICHA TÉCNICA
SANTOS 3 X 0 SÃO PAULO

Local: Estádio da Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data: 2 de outubro de 2013, quarta-feira
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Ricardo Marques Ribeiro (MG)
Assistentes: Marcio Eustáquio (MG) e Marcelo Van Gasse (SP)
Público: 7.788 pagantes
Renda: R$ 210.816,00
Cartões amarelos: Cícero, Thiago Ribeiro e Aranha (Santos); Luis Fabiano (São Paulo)
Cartão vermelho: Alison (Santos)

Gols: SANTOS: Edu Dracena, aos 22 minutos do primeiro tempo e Thiago Ribeiro, aos 12 e Léo, aos 44 minutos do segundo tempo

SANTOS: Aranha; Cicinho, Edu Dracena, Gustavo Henrique e Mena; Alison, Arouca, Leandrinho (Everton Costa) e Cícero; Thiago Ribeiro (Léo) e Willian José (Renê Júnior)
Técnico: Claudinei Oliveira

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Douglas, Paulo Miranda, Edson Silva (Aloísio) e Reinaldo; Wellington, Rodrigo Caio, Jadson (Maicon) e Paulo Henrique Ganso; Osvaldo (Lucas Evangelista) e Luis Fabiano
Técnico: Muricy Ramalho

Um comentário em “Santos, com dez, goleia o São Paulo, com 11

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.