Pablo revela conversas com Diniz e pede tempo aos treinadores no Brasil

Autor do gol que garantiu a vitória do São Paulo sobre o Sport, Pablo não esconde que o time ainda é afetado pelos fantasmas da eliminação para o Mirassol no Campeonato Paulista. O atacante revela que Fernando Diniz tem conversado com os atletas para que o aspecto psicológico do time seja restaurado.

“Eu acho que aquele jogo contra o Mirassol ainda tem resquícios de ferida, cicatrizes que ainda estão tentando cicatrizar. Foi algo que a gente não imaginou que poderia acontecer, estávamos muito confiantes para aquele jogo. Aquela não classificação para a semifinal abalou muito a equipe. O Fernando vem conversando com a gente, vem passando confiança”, afirmou Pablo em entrevista ao SporTV.

“A gente sabia da pressão que tínhamos ontem, mas conseguimos vencer a partida, que era o primeiro foco da equipe. Estamos felizes com isso, óbvio que te traz confiança e tranquilidade. A gente sabe que, enquanto o São Paulo não voltar a conquistar campeonatos, vai ter pressão. Estamos há muito tempo sem vencer, sofrendo. A gente tem que dar resposta para o torcedor a cada jogo. Se não vencer, vai ter cobrança”, completou.

Perguntado sobre as constantes trocas de técnicos no futebol brasileiro, Pablo deixou claro que é amplamente favorável à continuidade do trabalho de treinadores, para que tenham tempo de implementar suas metodologias.

“Quando tem muitas mudanças de treinadores, você vai perdendo o padrão. Vai recebendo muitas informações e óbvio que vai atrapalhar. Por isso que eu vejo o futebol brasileiro com essas questões de mudar o técnico e não acho que seja o correto. Na Europa, você sempre vê que os treinadores recebem um tempo para implementarem suas metodologias, para encontrarem os jogadores que vão render da melhor maneira para o clube. Falta tempo para o treinador colocar suas ideias no futebol brasileiro”, finalizou Pablo.

Com a vitória sobre Sport, o São Paulo foi a sete pontos, ocupando a quinta posição do Campeonato Brasileiro. Nesta quarta-feira, o Tricolor recebe o Athletico Paranaense, no Morumbi, às 19h, em partida antecipada válida pela 11ª rodada da competição.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

2 comentários em “Pablo revela conversas com Diniz e pede tempo aos treinadores no Brasil

  1. Sem dúvida tem que dar tempo para o técnico trabalhar. No SPFC o problema tem sido a má escolha desses técnicos, cuca (em recuperação da saúde), doriva, Jardini, e o próprio Diniz foi um erro. Perdemos tempo com quem não devia, daí tem que demitir e contratar outro. Ao invés de contratar algum realmente bom, que já tenha conquistado campeonatos, com rodagem, já tenha disputado libertadores ou gdes ligas, copeiro, monte times ofensivos (nosso DNA), daí faz um contrato de 3 ano e deixa trabalhar.

  2. O treineiro é o amigo de todo mundo, não cobra os jogadores carimbados, eles mandam no time, por isso querem ele por lá!! Ninguém faz nada, fingem que jogam, ele finge que treina e segue o barco…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.