Pablo fala de “cicatrizes” por eliminação no Paulista

Por conta de um adiamento devido à Covid-19, o São Paulo ainda não conseguiu estrear no Campeonato Brasileiro para tentar mostrar à sua torcida que a eliminação no Paulista nas quartas de final ficou para trás. Para o atacante Pablo, artilheiro do clube na temporada, a partida contra o Fortaleza, nesta quinta-feira, em casa, é importante justamente por isso.

– No Campeonato Brasileiro você tem que somar pontos, quanto mais vitórias você tiver é muito melhor. A gente sabe da importância do jogo, sabe da importância de fazer esse primeiro jogo no Morumbi. No caso seria o segundo (jogo), mas infelizmente não é, vai ser a nossa estreia. Temos que estar muito concentrados, bem preparados, porque a gente vem de cicatrizes que nos machucam muito ainda e precisamos voltar a vencer, e começar o campeonato vencendo é de extrema importância – iniciou o jogador à SPFCTV.

A estreia do São Paulo no Brasileirão teria sido no último domingo contra o Goiás, em Goiânia, porém, após nove jogadores esmeraldinos terem testado positivo para o novo coronavírus, o compromisso foi adiado e ainda não há data para ser realizado. Pablo comentou a frustração de não ter atuado por conta do problema, principalmente porque ela seria uma reação à eliminação precoce no estadual.

– Aquele jogo ali era de reação nosso e temos que seguir com essa mentalidade. Viemos de derrota para o Mirassol que nos tirou da vaga para a semifinal. Aquele momento foi muito dolorido para a equipe, foi triste demais, e a gente estava no momento de dar a resposta, voltar a vencer. Todos os jogadores com muita vontade de jogar aquele jogo. Foi muito frustrante mesmo não ter o jogo – comentou.

O jogador também falou sobre o próximo compromisso, que será contra o Fortaleza, time que é comandado pelo ídolo tricolor Rogerio Ceni. A partida acontecerá às 19h15 na próxima quinta-feira, no Morumbi, sem torcida.

– Acho que todo jogo é especial, mas óbvio que o Rogério é um grande ídolo, ícone do São Paulo, vai ficar para sempre na história. É um cara que tem a admiração de todos aqui pela história que tem, pela carreira que construiu e por ser um ídolo grande do clube. Com todo respeito a ele, espero que possamos vencer o jogo, porque hoje estamos no São Paulo e temos que representar a camisa do São Paulo como ele representou – finalizou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.