Osvaldo não descarta deixar o São Paulo: “Vai depender do momento”

Ninguém no São Paulo perdeu tanto quanto Osvaldo com a montagem de um ataque galáctico. O atacante que chegou a ser convocado para a seleção brasileira jogando pelo Tricolor virou reserva no setor hoje liderado por Pato, Luis Fabiano e Alan Kardec. Com pouco mais de um ano de contrato, o jogador luta para recuperar o espaço no clube, mas não rejeita a possibilidade de ir embora para atuar com mais frequência.

– Não sabemos o dia de amanhã. Vou fazer três anos aqui e tenho contrato até o fim do ano que vem. Não sei como vai estar meu momento no final do ano. Se estiver agradável, como em 2012 e 2013, quero ficar. Só o momento vai falar se vou continuar ou não. Eu quero ajudar o São Paulo – afirmou.

Osvaldo também foi prejudicado pela mudança do esquema tático. Foi titular até que Muricy apostou no 4-2-3-1, mas acabou no banco de reservas quando o treinador optou novamente no 4-4-2. Enquanto isso, a diretoria recheou o ataque. Chegaram Pabón, que já foi embora, Pato e Alan Kardec. Isso sem contar Kaká, meio-campista que tem preferência em atuar justamente pela esquerda, setor que Osvaldo dominava.

Escalado para enfrentar o Figueirense, o atacante teve bom desempenho. No primeiro tempo, deu belo passe para Kaká parar em linda defesa de Tiago Volpi. Já na etapa final, sofreu o pênalti convertido por Rogério Ceni, evitando a derrota em Santa Catarina.

– A partir do momento que você não se sente importante tem de chegar no presidente e falar para abrir as portas e ir embora. Quero continuar trabalhando, independentemente de jogar ou entrar no segundo tempo. Com lesões e suspensões tem espaço para mostrar o futebol – disse.

Osvaldo se apega ao passado para acreditar que ainda pode ganhar uma vaga na equipe. Em 2012, chegou do Ceará e teve poucas chances com o técnico Émerson Leão. No entanto, ganhou espaço com a contratação de Ney Franco. Virou titular e teve destaque na conquista da Copa Sul-Americana e na boa campanha do time no segundo turno do Campeonato Brasileiro. Já em 2013, foi convocado por Felipão para a Seleção antes da Copa das Confederações.

– Quando cheguei, não jogava no primeiro semestre de 2012, mas continuei trabalhando e fui campeão jogando. Foi um ano muito especial. Terminei jogando, fazendo gol em final. Depois, disputei uma Libertadores e cheguei à Seleção. Espero que no final desse ano isso possa se repetir.

Fonte: Globo Esporte

2 comentários em “Osvaldo não descarta deixar o São Paulo: “Vai depender do momento”

  1. Vai com Deus, como jogador voce e’ apenas promessa,
    mas promessa de um eterno amarela’o.
    Se fosse mais inteligente e aplicado conseguiria ser razoavel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.