Natel nega vínculo com computador apreendido pela polícia: “É uma injustiça”

O candidato à presidência do São Paulo, Roberto Natel, negou qualquer vínculo com o computador que foi apreendido pela Polícia Civil na última terça-feira, no estádio do Morumbi. Depois de notícias atestarem que o equipamento pertencia ao atual vice-presidente tricolor, Natel se manifestou sobre isso neste domingo, no programa Mesa Redonda.

“Isso é uma injustiça com o São Paulo e com o vice-presidente. Eu sou o único que vem combatendo essa gestão. Muito estranho. De repente, fazem uma pegadinha com nove pessoas e essa pegadinha cai no vice-presidente. O DEIC esteve no São Paulo, apreendeu um computador, não sei de quem. Há mais de um ano não tenho sala no Morumbi, o Leco tirou minha sala. Só vou lá para reuniões do Conselho Deliberativo e do Conselho de Administração”, afirmou Natel à TV Gazeta.

De acordo com o candidato da chapa “Resgate Tricolor” à presidência do São Paulo, não há qualquer tipo de pertence seu nas dependências do Morumbi desde que o atual presidente, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, desintegrou sua sala após um desentendimento entre as partes.

Ainda segundo Natel, a Polícia Civil vem contando com o apoio dele próprio para esclarecer os fatos.

“A polícia foi lá e levou um computador. Eu acho isso muito bom. Há vinte dias fui no DEIC. O delegado perguntou se eu tinha alguma objeção em eles analisarem meu computador, eu disse que não havia problema nenhum. Eu mesmo levei meu computador lá. Agora, o computador que apreenderam no Morumbi não é do vice-presidente”, completou.

 

Fonte: Gazeta esportiva

Um comentário em “Natel nega vínculo com computador apreendido pela polícia: “É uma injustiça”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.