Na estreia de Ceni, Brenner reina e São Paulo vence o Flamengo no Maracanã

Na estreia de Rogério Ceni, os goleiros de Flamengo e São Paulo foram os protagonistas da partida ao lado de Brenner, autor dos gols do Tricolor, que venceu por 2 a 1 no Maracanã. Se os visitantes contaram com mais uma grande atuação de Tiago Volpi, os rubro-negros viram Diego Alves retornar ao time titular, mas ser substituído com cãibras na etapa final. Hugo Souza entrou e, no fim, errou ao tentar driblar o adversário na área. O vacilo do jovem custou caro.

A decisão por uma vaga na semifinal da Copa do Brasil será na próxima quarta-feira, no Morumbi, às 21h30. O Tricolor, agora, tem a vantagem do empate, e, para avançar sem a necessidade dos pênaltis, o Flamengo precisa por vencer por dois ou mais gols de diferença. Antes, as equipes entram em campo pelo Brasileirão. O Flamengo recebe o Atlético-GO, enquanto o São Paulo visita o Fortaleza. As partidas serão no sábado, às 21h30 e às 19h, respectivamente.

FLAMENGO FORÇA ERROS E PERDE CHANCES

Nos primeiros 45 minutos de Rogério Ceni no comando do Flamengo, o rubro-negro viu uma equipe atuar de maneira mais próxima a de Jorge Jesus em relação à intensidade e pressão na saída de bola rival. Foi assim, forçando os erros do São Paulo no campo de ataque, que o time criou as melhores chances. As defesas de Tiago Volpi e os erros nas tomadas de decisões, em algumas das oito finalizações na primeira etapa, fizeram o jogo ir para o intervalo sem gols.

O Tricolor, por sua vez, não deu nenhum chute contra a meta de Diego Alves, que voltou à equipe titular. A maior posse de bola do time de Fernando Diniz não refletiu em volume de jogo. O São Paulo só tentou atacar pela esquerda, com o apoio de Reinaldo, mas a troca de passes no campo de defesa foi estéril.

SEGUNDO TEMPO COMEÇA COM TUDO!

O Flamengo, que esteve mais próximo de abrir o placar no primeiro tempo, voltou com Arrascaeta no lugar de Michael. Contudo, nem houve tempo do uruguaio participar do jogo antes de Gabriel Sara quebrar a defesa com um passe espetacular e servir Brenner: 1 a 0 para o São Paulo aos dois minutos.

Por outro lado, o Tricolor mal pôde comemorar. Em lance com a participação de Arrascaeta e assistência de Bruno Henrique, Gabriel Barbosa, enfim, superou Tiago Volpi e, de pé esquerdo, empatou a partida no minuto seguinte.

O ritmo intenso seguiu até os 20 minutos. O Flamengo, aproveitando a linha alta feita pela defesa rival, investiu nos passes longos para Gabigol e Bruno Henrique, mas não conseguiu concluir bem. O São Paulo, por sua vez, voltou a apresentar as mesmas dificuldades na saída de bola, mas o 1 a 1 persistiu.

TIAGO VOLPI VAI BEM; HUGO SOUZA FALHA!

O jogo perdeu em intensidade a partir disso. O Flamengo seguiu com a bola e poderia ter chegado à virada se não fosse Tiago Volpi, que voltou a se destacar no Maracanã dias depois de defender dois pênaltis contra o rival em jogo do Brasileirão. Hugo Souza, que substituiu Diego Alves, com cãibras, foi bem nos lances em que foi exigido, até aos 42 minutos, quando errou na saída de bola.

Léo Pereira recuou para o jovem goleiro, que, ao tentar driblar Brenner, foi desarmado na pequena área. Ficou fácil para o artilheiro garantir a vitória por 2 a 1. O time de Fernando Diniz, que sofreu sustos ao errar na saída de bola na partida, sai do Rio com vantagem por uma vaga na semifinal da Copa do Brasil.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 1X2 SÃO PAULO

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data e horário: 11 de novembro de 2020, às 21h30
Árbitro: Anderson Daronco (Fifa-RS)
Assistentes: Rafael da Silva Alves (Fifa-RS) e Michael Stanislau (RS)
Árbitro de vídeo: Daniel Nobre Bins (RS)

Gols: Brenner (0-1, 2’/2ºT, e 1-2, 42’/2°T) e Gabriel Barbosa (1-1, 3’/2ºT)

Cartão amarelo: Reinaldo (SPO)

FLAMENGO (Técnico: Rogério Ceni)

Diego Alves (Hugo Souza, 10’/2ºT); Matheuzinho, Gustavo Henrique, Léo Pereira e Renê; Willian Arão, Gerson e Vitinho (Pedro Rocha, 33’/2ºT); Michael (Arrascaeta, Intervalo), Bruno Henrique e Gabriel Barbosa (Thiago Maia, 22’/2ºT).

SÃO PAULO (Técnico: Fernando Diniz)

Tiago Volpi; Juanfran, Diego Costa, Bruno Alves e Reinaldo; Luan, Daniel Alves, Gabriel Sara e Igor Gomes (Vitor Bueno, 33’/2ºT); Luciano (Pablo, 27’/2ºT) e Brenner (Léo, 45’/2°T).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.