Milton Cruz diz que voltaria a trabalhar no SP: “Nem queria ter saído”

Depois de 22 anos de serviços prestados ao São Paulo, Milton Cruz foi demitido em março de 2016. Em live no Instagram da Gazeta Esportiva, o ex-jogador e ex-auxiliar técnico do Tricolor afirmou que não gostaria de ter saído do Morumbi e que voltaria a trabalhar no clube atualmente.

“Para o São Paulo eu voltaria. Para fazer a função que eu sempre fiz de observar jogadores, contratações, trazer atletas da base para o profissional. Na verdade, eu nem queria ter saído do São Paulo. Eu queria estar lá até hoje. Mas infelizmente aconteceu de o presidente querer trabalhar com outras pessoas, que é direito dele também”, declarou.

Milton Cruz ainda agradeceu à torcida são-paulina pelo carinho recebido mesmo após a saída do Tricolor. Segundo ele, até torcedores de clubes rivais o param na rua, apesar da passagem vitoriosa pelo Morumbi.

“Eu fico agradecido. Eu saio nas ruas, em qualquer lugar que eu estiver, até fora do Brasil, e o pessoal me pede para voltar. E é isso que vale para mim, o carinho do torcedor. Porque o dirigente é passageiro, o torcedor é eterno. E eu tenho esse carinho. As vezes até de outros clubes como Corinthians e Palmeiras. Acho que esse foi o legado que eu deixei”, disse.

Atacante do São Paulo entre 1975 e 1979, Milton Cruz teve grande sucesso como membro da comissão técnica. Ele esteve presente em grandes conquistas recentes do Tricolor, como nos tricampeonatos da Libertadores e Mundial (2005) e também nos títulos brasileiros de 2006, 2007 e 2008.

 

Fonte: Gazeta  Esportiva

8 comentários em “Milton Cruz diz que voltaria a trabalhar no SP: “Nem queria ter saído”

  1. Bom, teremos a volta do Abílio Diniz que todo técnico era levado para seu escritório para receber as bênçãos do milionário que nunca fez nada pelo SPFC e tinha direito de pousar seu helicóptero no CT da Barra Funda pra ter o privilégio de assistir treinos e agora volta o olheiro do milionário picareta que ficava no banco de reservas dando contra ordem a mando do milionário qdo o técnico não era aprovado na bênção do mesmo.

    Bem-vindo à 2000 são-paulino

  2. Teve acertos mas tbm indicou perebas. E o amoroso já disse mais de uma vez que um dos culpados por ele não ter ficado em 2006 foi o Milton cruz que achava ele velho e fez tudo que podia pra que saísse do clube e a gente perdeu o Ricardo Oliveira na final….se a gente tivesse o amoroso em 2006 a história na liberta contra o Inter poderia ter sido diferente….enfim.

    • me desculpe… acho que não entendi o seu comentário ou o texto da matéria… pois em nenhum momento ele disse querer ser o treinador do SPFC… ele disse “… Para fazer a função que eu sempre fiz de observar jogadores, contratações, trazer atletas da base para o profissional… “

  3. Deixemos registrados ps nossos agradecimentos a ele pelos serviços prestados, agregado a entgrega de um cartão de prata. Mas voltar NÃÃÃÕOOO, pelo amor de Deus!.

    • Waldir… porque ? não gostou do trabalho dele ? ele ajudou a trazer grandes jogadores e praticamente montou o time desde 2004 ate 2009, acredito que ele tenha desempenhado um bom papel no que ele se propôs a fazer…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.