Diniz tem longa conversa com Pato antes de treino no São Paulo

O São Paulo iniciou a semana no CT da Barra Funda com um treinamento focado na preparação para a estreia no Campeonato Paulista. Nesta segunda-feira, o destaque ficou para o longo papo que Fernando Diniz teve com Alexandre Pato no gramado, antes do início do treino.

O treinador teve a conversa de pouco menos de dez minutos com o atacante logo após o São Paulo recusar uma oferta de um clube de Dubai pelo jogador. De acordo com informações do Globoesporte, o Tricolor recebeu uma proposta de três milhões de dólares (cerca de R$ 12,5 milhões) do Shabab Al Ahli por Pato e optou por não vender o atleta.

Depois de um 2019 com pouco brilho com a camisa do São Paulo, Pato sabe que será reserva no início desta temporada. Vitor Bueno deve ser o titular pela ponta-esquerda sob o comando de Diniz. Apesar disso, o atacante ainda acredita que pode dar a volta por cima pelo Tricolor.

A imprensa teve acesso apenas aos minutos iniciais do treinamento desta segunda-feira. Nesse intervalo de tempo, Diniz comandou um aquecimento com bola, no qual os jogadores foram divididos em pequenos grupos e trabalharam posse de bola em um campo reduzido.

Este é o penúltimo treinamento do São Paulo antes da estreia no Campeonato Paulista. Na quarta-feira, o Tricolor terá pela frente o Água Santa, na quarta-feira, às 21h30, no Morumbi.

 

Fonte:   Gazeta Esportiva

4 comentários em “Diniz tem longa conversa com Pato antes de treino no São Paulo

  1. Burro o Pato não é. Com um salario de 1 milhão de reais/mês, recém casado, ele vai querer ir p oriente? Ficar longe da família num país rígido?
    Tem que perguntar quem foi que trouxe ele com este alto salário?
    Raí você quer nos dizer alguma coisa?

    • Concordo com vc, Eduardo!
      Independentemente de torcedores apaixonados ficarem pedindo este ou aquele jogador pra ser contratado (a imensa maioria é só paixão e pouco entendimento), profissionais do ramo, como o Raí e o Leco, não deveriam entrar num oba oba a custo tão alto para o clube: afinal eles deveriam ser os profissionais na relação.
      Não foi, e continua não sendo! Até pelo contrário, usaram a contratação do Pato e do Hernanes (tb do Daniel e Juanfran) para desvio de atenção sobre seus péssimos trabalhos à frente da direção do clube!!!
      Então temos que cobrar, sim, o Raí pelos sucessivos erros nas escolhas dos contratados pelo clube

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.