Diniz blinda Igor Vinícius no São Paulo após “dia não muito feliz”

O São Paulo venceu o Fluminense de virada no último domingo, porém a partida não teve saldo positivo para todos os jogadores. Igor Vinícius não esteve em um dia inspirado no Morumbi e falhou no gol sofrido pelo Tricolor. Apesar da desatenção, o lateral-direito recebeu uma blindagem de Fernando Diniz.

O técnico do São Paulo, que é graduado em psicologia, tem como hábito priorizar a saúde mental de todos os seus atletas, visando potencializar o desempenho dos jogadores dentro das quatro linhas. Assim, Diniz fez questão de apoiar Igor Vinícius após a partida, com o objetivo de levantar a moral do lateral.

“Errou, agora é aprender com o erro. Ele é um jogador que tem jogado bem constantemente e virou titular por mérito. Não estava em um dia muito feliz, mas eu vejo no Igor um grande jogador, com um futuro brilhante pela frente. Esse menino tem tudo para decolar”, afirmou o técnico na coletiva.

Depois de deixar uma bola fácil de ser dominada livre para Wellington Silva avançar a marcar para o Fluminense, Igor Vinícius ainda cometeu alguns erros incomuns e foi substituído por Juanfran no intervalo do jogo no Morumbi.

Quando esteve em campo, Igor Vinícius recebeu um cartão amarelo e, como já estava pendurado, será desfalque do próximo jogo do Tricolor. Na quarta-feira, a equipe entra em campo para enfrentar o Red Bull Bragantino, no Morumbi, às 19h15. Caso não haja nenhuma surpresa de última hora, Juanfran será titular na lateral.

Vale lembrar que Igor Vinícius assumiu a posição desde a partida contra o Sport, quando Diniz promoveu quatro mudanças na equipe titular, incluindo a dupla de zaga. A alteração na lateral-direita foi motivada pela falta de velocidade e agressividade de Juanfran pelo lado.

Fonte: Gazeta Esportiva

Um comentário em “Diniz blinda Igor Vinícius no São Paulo após “dia não muito feliz”

  1. Como graduado em psicologia o Diniz deveria respeitar mais esse jogador. Domingo pegou pesado com ele até leva-lo a, inseguro, cometer o erro que originou o gol. Mas atenção, o erro poderia ter passado despercebido caso o Volpi tivesse defendido o chute de fora da área ou a zaga tivesse fechado junto com o lateral para impedir o chute do carioca.
    Só que sobrou para o Vinicius porque o Volpi é “cascudo” e o Diniz não grita com ele. . .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.