Diniz afirma que já está pensando em alternativas para a saída de Antony

Vivendo boa fase antes da paralisação das competições devido à pandemia do novo coronavírus, o São Paulo pode ter um grande problema quando o futebol for retomado. Isso porque o atacante Antony, vendido ao Ajax, pode não voltar a defender o Tricolor. Em entrevista à Rádio Globo, o técnico Fernando Diniz afirmou que já pensa em alternativas para a saída do atacante.

“Eu trabalho com os dois cenários. Claro que eu gostaria muito que ele ficasse. Se não for o jogador que tem o maior poder de desequilíbrio individual o time, é um dos que mais pode decidir uma partida. É um cara que eu tive uma conexão imediata, desde o jogo contra o Flamengo. Tanto foi assim que ele foi para a Seleção, jogou como titular no Pré-Olímpico e foi rapidamente vendido para o Ajax.

Mas, caso ele vá e não consigamos contar com ele, temos que pensar em outras alternativas, e é algo que já venho pensando desde que as competições pararam”, declarou.

Precisando fazer caixa, o clube do Morumbi cedeu o jogador de 20 anos por R$ 74 milhões (podendo chegar a R$ 103,5 milhões, caso ele atinja metas esportivas), mas ficou acordado que ele só seria liberado ao final de junho, com o fim da atual temporada europeia. Porém, o planejamento de ambas as partes foi alterado com o surgimento da pandemia, e a cria da base são-paulina pode se despedir do clube sem voltar a entrar em campo.

A expectativa da diretoria era contar com Antony pelo menos na fase de grupos da Copa Libertadores. O jogador, que sempre teve o sonho em disputar o torneio continental pelo seu clube do coração, atuou contra o Binacional e LDU, mas sua continuidade na competição foi comprometida pela Conmebol, que suspendeu as disputas temporariamente.

Atleta profissional desde o final de 2018, Antony soma 52 partidas disputadas e seis gols marcados pelo São Paulo. Ele é um dos grandes destaques da última geração de jogadores revelados em Cotia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.