Denis falha no início, Santos faz 3 a 0 no São Paulo e chega ao terceiro lugar

Os jogadores de Santos e São Paulo chegaram juntos ao Pacaembu, em ação pela paz, mas os alvinegros não imaginavam que Denis, goleiro tricolor, fosse levar a ideia tão a sério. Aos 41 segundos, ele não conseguiu defender finalização de Thiago Maia e deixou Vitor Bueno concluir sozinho. Foi o primeiro gol da vitória por 3 a 0. Rodrigão aumentou ainda no primeiro tempo, e Lucas Lima, de falta, ampliou no final.

A vitória levou o Santos ao G-4. Em terceiro, apenas três pontos atrás do líder Palmeiras (22 a 19), a equipe tentará subir ainda mais na quarta-feira, diante do Grêmio, às 22h, no estádio do rival. No mesmo dia, o São Paulo, que neste momento é o oitavo, com 15 pontos, receberá o Fluminense, no Morumbi.

O jogo se decidiu em 41 segundos. Se o melhor Santos, letal como de costume, saísse na frente, seria muito difícil para o São Paulo, com apenas Denis, Maicon, Michel Bastos e Calleri de titulares, se recuperar. No primeiro lance, Lucas Lima recuperou a bola no meio-campo. Dele para Gabriel, cruzamento para Thiago Maia no segundo pau, finalização e frango de Denis, que não espalmou nem defendeu, apenas ajeitou a bola para Vitor Bueno abrir o placar.

Daí para frente, o mérito do São Paulo foi não se desorganizar, e até criar algumas chances, em bolas paradas e chutes de fora da área, mas o Santos, num coletivo muito aprimorado, se aproveitou das péssimas atuações dos laterais tricolores, Caramelo e Matheus Reis. Em lance de Lucas Lima e Victor Ferraz, pela direita, Rodrigão aproveitou cruzamento e fez 2 a 0.

No segundo tempo, o São Paulo conseguiu neutralizar as tabelas do Santos pelas laterais, e voltou a desperdiçar chances em bolas paradas, com boas participações de Vanderlei. Mais pegado, o clássico teve desentendimentos, quase sempre com Lucas Lima e Calleri envolvidos. O atacante argentino, inclusive, desarmou o goleiro Vanderlei e faria o gol, mas o árbitro Raphael Claus acertou ao marcar falta, que exigiu longo atendimento ao camisa 1 santista.

Claus voltaria a ter trabalho no fim. Ele deu falta de Lugano em Gabriel e cartão amarelo para o uruguaio, que reclamou demais. Lucas Lima bateu com perfeição. O zagueiro do São Paulo voltou a chiar e, expulso, viu os minutos finais do vestiário.

FICHA TÉCNICA
SANTOS 3 X 0 SÃO PAULO

Local: Pacaembu, em São Paulo (SP)
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Auxiliares: Danilo Simon Manis (SP) e Miguel Ribeiro da Costa (SP)
Cartões amarelos: Gabigol, Lucas Lima (SAN), Calleri, Hudson, Lugano (SAO)
Cartão vermelho: Lugano (SAO)
Público e renda: 19.740 pagantes / R$ 862.720,00
Gols: Vitor Bueno 1’/1°T (1-0); Rodrigão 38′ 1ºT (2-0); Lucas Lima 44′ 2ºT (3-0)

SANTOS: Vanderlei; Victor Ferraz, Luiz Felipe, Gustavo Henrique e Zeca; Thiago Maia (Caju 46′ 2ºT), Renato, Vitor Bueno (Yuri 33′ 2ºT) e Lucas Lima (Jean Mota 46′ 2ºT); Gabigol e Rodrigão. Técnico: Dorival Júnior

SÃO PAULO: Denis; Caramelo, Maicon, Lugano e Matheus Reis; João Schmidt, Artur (Hudson 18′ 2ºT), Luiz Araújo (Carlinhos 18′ 2ºT) e Michel Bastos; Calleri e Ytalo (Daniel 31′ 2ºT). Técnico: Edgardo Bauza

 

4 comentários em “Denis falha no início, Santos faz 3 a 0 no São Paulo e chega ao terceiro lugar

  1. A falha maior é da diretoria, que persiste no erro.
    Denis, afunda o elenco. Ninguém agredida no cara, muito menos os adversários.

  2. No terceiro tb a falta foi bem batida mas goleiro que se preze tinha pego aquela bola, pra mim não serve pro nosso gol as vezes reserva tomara que não entregue na libertadores.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.