Cotia resolve: jogadores da base viram protagonistas em 2020

Com apenas uma contratação na temporada e em grave crise financeira, o São Paulo apostou em sua categoria de base para tentar brigar por títulos. E a decisão vem surtindo efeito.

Os jogadores revelados no CT de Cotia, cidade na região metropolitana da capital paulista, se tornaram protagonistas na equipe comandada por Fernando Diniz.

Nos três pontos conquistados no último sábado, diante do Goiás, no Morumbi, pelo Campeonato Brasileiro, o jogo foi decidido pelos garotos. Brenner empatou a partida, e Igor Gomes virou (veja os melhores momentos no vídeo acima).

No time titular, metade dos jogadores de linha são formados na base. Além de Brenner (20 anos) e Igor Gomes (21 anos), Luan, Diego Costa e Gabriel Sara (todos com 21 anos) são indispensáveis para o esquema de jogo proposto pelo Tricolor.

Com exceção de Igor Gomes, titular desde o ano passado, os outros quatro atletas fazem parte de reformulações propostas por Fernando Diniz após a eliminação para o Mirassol no Campeonato Paulista e o início ruim do time no Brasileirão.

Diego Costa e Gabriel Sara foram os primeiros a ganharem chance com frequência na temporada. Na quinta rodada do Campeonato Brasileiro, o treinador optou por fazer mudanças em praticamente todos os setores.

O zagueiro já se destacou imediatamente e se tornou um pilar da defesa, mas recentemente passou af falhar com frequência. Já são 21 partidas como titular. Ele foi poupado uma única vez, contra o Binacional, pela última rodada da fase de grupos da Libertadores.

O meia Gabriel Sara não teve um começo muito feliz como titular. O jogador demorou a engrenar e recebeu inúmeras críticas da torcida nas redes sociais. Fernando Diniz não desistiu do atleta e insistiu na escalação.

No clássico contra o Santos, pela 10ª rodada do Brasileirão, veio a reviravolta: dois gols e o início de uma nova era para o meia. Hoje, ele se tornou indispensável e um dos mais regulares da equipe. Sara participa efetivamente de grande parte dos gols do São Paulo.

Brenner e Luan fazem parte de uma outra reformulação proposta por Fernando Diniz. Após o time sofrer gols em dez partidas consecutivas, o treinador analisou que era momento de realizar mudanças. Com isso, o volante Luan foi o escolhido para reforçar a entrada da área.

Na partida contra o Atlético-GO, pela 14ª rodada do Brasileirão, o jogador entrou como primeiro volante e foi fundamental para o time não sofrer gols. A partir deste jogo, ele não saiu mais, e o equilíbrio defensivo melhorou na disputa dos pontos corridos. No mata-mata ainda há dificuldades.

Já Brenner entrou como titular na mesma partida após pedir passagem no banco de reservas. Até aquele momento, o atacante era uma espécie de 12º jogador: saía do banco para resolver.

Como titular ele não decepcionou e não parou mais de fazer gols e decidir partidas. Nos últimos dez jogos, Brenner marcou 11 gols. Com 15 na temporada, ele é o artilheiro isolado do São Paulo e um dos jogadores mais efetivos do Brasil no quesito gols por minuto.

Com os cinco em campo, o São Paulo entrou de vez na disputa pelo título do Brasileirão. Com 33 pontos, o time tem 64,7% de aproveitamento de pontos, o melhor da competição. O Tricolor tem três jogos a menos.

Na próxima quarta-feira, eles têm a missão de ajudar o São Paulo a melhorar o desempenho nos mata-matas. O clube encara o Flamengo, às 21h30, no Maracanã, pelo jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil.

 

Fonte: Globo Esporte

3 comentários em “Cotia resolve: jogadores da base viram protagonistas em 2020

  1. Que coisa de louco, Flamengo perdeu dois jogos de goleada, mas continua bem, classificado libertadores, copa do Brasil e 3o no brasileiro e demitiram domenec, aqui seu Diniz já fez humilhações piores e continua firme e forte, vai entender.
    E sobre Rogério Ceni no Flamengo se eu fosse ele não iria pq uma coisa e dirigir o fortaleza outra e dirigir flamengo, são Paulo e outros times grandes.

  2. A necessidade passou a escalar o time… e como a matéria prima é boa, acabou dando certo. Assisto os jogos da base que são televisionados e tenho visto que ainda existe uma reserva técnica suficientemente boa para abastecer o time principal, sem que seja desperdiçado dinheiro em jogadores sem condições, como vinha sendo feito nos últimos anos. Rodrigo Nestor, marco Jr. e Wellington (lateral esquerdo) podem ser as próximas revelações. O caminho é esse…pé-na-bunda desses empresários sangue-sugas que vivem se locupletando vendendo tranqueiras para o Tricolor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.