Cirurgias de Lucas Perri e Walce são bem sucedidas

Na noite desta quarta-feira, o São Paulo informou que as cirurgias de Lucas Perri e Walce foram bem-sucedidas. A dupla passou por intervenção cirúrgica no hospital Albert Einstein, na capital paulista.

O goleiro passou por uma artroscopia no joelho direito durante a manhã desta quarta. O procedimento não precisou de sutura meniscal, que poderia aumentar o período de recuperação do atleta. Com isso, Perri já teve alta e deixou o hospital no início da noite.

A lesão do arqueiro aconteceu na última semana, durante uma atividade com o elenco no CT da Barra Funda.

Já o zagueiro entrou em cirurgia no período da tarde para corrigir a ruptura do ligamento cruzado anterior. Diferentemente do companheiro de equipe, ele permanece no hospital e deve ter alta até o final de semana.

Walce sofreu a lesão ainda em janeiro, em um jogo-treino da Seleção Olímpica, na Granja Comary, durante a preparação para o Pré-Olímpico.

O São Paulo informou também que o processo inicial de recuperação dos atletas será feito em suas respectivas casas, sob supervisão do departamento médico e dos fisioterapeutas do clube. Já na segunda etapa do planejamento, Perri e Walce iniciam os trabalhos no Reffis, o núcleo de reabilitação são-paulino. Não foi informado, entretanto, o período que ambos ficam fora dos gramados.

 

Fonte: Gazeta Esportiva

4 comentários em “Cirurgias de Lucas Perri e Walce são bem sucedidas

  1. Só pra lembrar, joelho é deverasmente complicado.
    Outra coisa: acho que os jogadores não são operados pelos membros do departamento médico do tricolor. Então, não acho que seja problema no departamento são-paulino

    • No Ronaldo também foi no joelho e segundo médico consulado em matéria recente do UOL, foi uma lesão grave e rara.

      O fato de terem feito duas demonstra que houve algum equívoco. Ninguém quer passar por duas cirurgias, muito menos quando isso interrompe o melhor momento da carreira.

      Se o departamento médico não faz a cirurgia, certamente indica o especialista e é responsável por todo planejamento e acompanhamento.

      No caso do Rojas, pelo que li na época da segunda cirurgia, optaram por um procedimento mais simples para acelerar o retorno e depois, quando ele estava prestes a treinar com bola, foi necessário o outro precedimento mais complexo. O cara está afastado há dois anos e não há previsão de retorno. Não pode ser normal.

      E é coincidência nesse mesmo ambiente, com os mesmos responsáveis, um jovem zagueiro ter que fazer uma segunda cirurgia antes mesmo de voltar? Não me lembro de dados assim em outros clubes, muito menos de dois seguidos.

    • Pelo que tenho lido, foi operado e agora operaram de novo.

      Padrão departamento médico SPFC. A última vítima deles, o Rojas, faz dois anos que está nessa novela.

      O Anderson Silva quebrou a perna e voltou a chutar canelas em meus tempo. O Ronaldo, que teve lesão mais grave, foi operado uma vez e voltou em dois anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.