Casares comenta saída de Lugano e explica função de Kaká no São Paulo

Julio Casares explicou qual será a real função de Kaká em sua gestão. O ex-jogador, eleito o melhor do mundo em 2007, vem fazendo um curso para se tornar dirigente e estagia no São Paulo há alguns meses, desde quando Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, ainda presidia o clube, e o novo mandatário tricolor seguirá contando com ele, agora de uma maneira mais direta no departamento de futebol.

De forma não remunerada, Kaká deverá compor o Comitê Avançado de Futebol, o CAF, criado para que mais profissionais de diferentes áreas possam debater e aconselhar a gestão nos assuntos relacionados ao futebol.

“O Kaká é uma das maiores figuras que temos na história do São Paulo, ele já vem cumprindo um estágio na gestão anterior. Ele disse que tem a vontade de continuar com esse estágio, sem ser remunerado. O que disse a ele é que no próximo módulo do estágio ele vai ficar muito mais próximo do futebol, já no CAF. Ele não quer assumir um cargo como diretor, o que mostra a humildade dele. Ele vai nos ajudar não só como estagiário, mas com suas opiniões, com sua experiência. A vinda do Kaká simboliza a formação de novos dirigentes pelo São Paulo”, disse o novo presidente do clube, Julio Casares.

Se um ídolo está chegando para participar de forma ainda mais ativa da gestão do futebol do São Paulo, outro se vai. Diego Lugano se manifestou nesta segunda-feira sobre sua saída do clube após exercer a função de superintendente de relações institucionais, e o novo presidente, Julio Casares, também comentou sobre o tema.

“A relação dele terminou no ano passado. Ele veio ao São Paulo pelas mãos do ex-presidente Leco, e essa relação terminou. Terminou juridicamente, mas a relação como ídolo, que fez história, continuará. Não tenho dúvida que ele pode nos ajudar no mercado sul-americano com sua grande representatividade. Hoje temos um novo time, mas o Lugano sempre estará dentro do nosso foco. Falei com ele, é um grande são-paulino, um ídolo que tenho, e conversaremos sempre que for necessário”, completou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.