SÃO PAULO X FLUMINENSE

Sobe

WELLINTON: um monstro naquele meio de campo são-paulino. O que mais me alegra é ver que, depois da contusão que teve, do tempo de recuperação, ele voltou em plena forma e está esbanjando vigor físico e técnico. Hoje foi marcador, sua principal função, e apareceu mais uma vez como elemento surpresa. E com qualidade.

LUIS FABIANO: muito marcado, ele tentou se livrar dessa marcação caindo pelos lados. Teve apenas duas chances. Numa delas, colocou para dentro. Esse é o papel do centro-avante. E o Fabuloso honra essa posição e é o nosso artilheiro.

 

Desce

DOUGLAS: é horrível. Pelo seu lado o Fluminense criou todas as jogadas de ataque. Carlinhos cansou de ir à linha de fundo e fazer cruzamento. Ou então entrar em diagonal. Douglas nunca estava em seu setor e, para piorar, ainda tentava atacar, perdia a bola e gerava os contra-ataques do time carioca. Nunca imaginei que sentiria falta do Paulo Miranda.

RAFAEL TOLOI: fazia uma partida perfeita, Era um monstro na defesa. Ia receber uma nota 10. Mas aí fez aquela lambança, dando o gol para o Fluminense e apareceu aqui, recebendo nota 2. Sim, pois ele foi o responsável direto pelos pontos que perdemos nesta tarde no Morumbi. Foi a perfeita “vaca holandesa”: deu 100 litros de leite e, depois, meteu o pé no balde.

JADSON: hoje ele conseguiu errar todos os escanteios, todas as cobranças de falta, deu um chute ridículo para o gol, errou passes e não conseguiu armar o time. Teve até um bom desempenho no começo, mas depois foi caindo, caindo, caindo…e sumiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*


Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.